Arquivo da categoria: Extra-acadêmicos

5º Jantar de Hamonização

Unipampa realizará a 5ª edição do Jantar de harmonização, em parceria com o restaurante Cumbuca e com a associação de produtores rurais de Dom Pedrito, através do projeto Conhecendo o Vinho, coordenado pela Prof. Renata Zocche, será realizado no dia 22 de outubro no restaurante Cumbuca.

 

jantar 1 asdfasdfasdfa

Fotos do primeiro jantar de Harmonização (2011)

primeira segunda

Convite do segundo jantar de Harmonização (2012)

jantar 2jantar_unipampa3

Fotos do segundo jantar de Harmonização (2012)

terceiroterceiro

Foto do Terceiro jantar de Harmonização (2013)

jantar 4quarto jantar

Fotos do quarto jantar de Harmonização (2014)

 

XV Congresso Latino-Americano de Viticultura e Enologia

O XV Congresso Latino-Americano de Viticultura e Enologia, será realizado juntamente com o XIII Congresso Brasileiro de Viticultura e Enologia de 3 a 7 de novembro de 2015, em Bento Gonçalves – RS. Serão apresentados trabalhos nas áreas de Viticultura, Enologia e Economia Vitícola. Foram submetidos 370 trabalhos para o congresso.

Os trabalhos ainda estão sendo corrigidos e os resultados estão sendo divulgado parcialmente, o curso de Enologia já tem diversos trabalhos aprovados em diferentes áreas da viticultura e da enologia.

 

Site do Evento:

http://www.clavecongres.com/

37º Congresso Mudial da Vinha e do Vinho em Mendoza conta com participação de Comitiva brasileira

A comitiva brasileira, com mais de cem pessoas, foi a mais expressiva entre os grupos que formaram o público de 1,2 mil pessoas no 37º Congresso Mundial da Vinha e do Vinho, público recorde na história do evento, que ocorre anualmente. Além de participar do congresso – encontro voltado a pesquisas – o Brasil foi representado também na 12ª Assembleia Geral da Organização Mundial da Vinha e do Vinho (OIV), que define diretrizes para o setor. Os dois eventos foram realizados em Mendoza, na Argentina, entre os dias 10 e 14 de novembro.
Para o presidente do Sindicato da Indústria do Vinho do Rio Grande do Sul (Sindivinho), Gilmar Pedrucci, a divulgação dos números do mercado mundial tem uma importância fundamental para o planejamento de ações. “De cada cinco garrafas de vinhos tranquilos e espumantes consumidas no mundo duas são importadas, então existe um comércio global bastante aquecido. Isso é um bom sinal para a indústria brasileira, que pode buscar novos mercados”, afirma, considerando-se que o consumo de espumante brasileiro cresceu 40% nos últimos 10 anos. Nos últimos anos, a Europa reduziu seus vinhedos em 400 mil hectares, em função do excesso de produção. O estudo divulgado pela OIV destaca ainda que, em 2013, o famoso espumante da região de Champagne, na França, cresceu apenas 3%, enquanto, no mesmo período, o produto brasileiro teve incremento de 7%.

Fonte: http://www.maxpressnet.com.br/Conteudo/1,720267,Congresso_da_OIV_aponta_caminho_promissor_para_vitivinicultura_brasileira,720267,6.htm

 

DSC06647 DSC06659 DSC06671 DSC06677 DSC06678 IMG_20141111_100232

Mais próxima a Indicação de Procedência para os Vinhos Finos da Campanha Gaúcha

O trabalho da tarde de Quinta-Feira (07/05), que foi realizado até por volta das 17h30, teve como mote central as questões centradas nos Desenvolvimentos Tecnológicos para a Vitivinicultura da Campanha, iniciando com o doutor em Desenvolvimento Rural e coordenador da Recivitis (Rede de Centros de Inovação em Vitivinicultura), José Fernando da Silva Protas. Ele atualizou as informações em relações às questões de pesquisa em âmbito nacional, bem como sobre os recursos utilizados e explanou sobre a situação de dificuldades financeiras que levaram o Ministério da Ciência e Tecnologia a não destinar, pelo menos até agora, recursos para vários projetos que estão listados. Protas também mencionou o Comitê de Fruticultura da Metade Sul, assim como fez um breve histórico dos seminários promovidos em parceria com o comitê e os desdobramentos registrados ao longo dos anos.
A seguir, palestrantes começaram a realizar suas explanações, iniciando pela doutora Maria Emília Borges Alves, da Embrapa, que apresentou uma análise a respeito do clima de Sant’Ana do Livramento e região, enfocando os dados disponíveis para isso. Na sequência, o pesquisador Hamilton Justino Vieira, da Epagri de Santa Catarina apresentou a plataforma de monitoramento climático Agroconect, que desde janeiro deste ano está disponível para todos produtores e cidadãos dos três estados do Sul.
O evento teve continuidade com uma série de mini palestras que enfocaram todos os elementos pertinentes a solo, cultivos, cultivares, implantação de pomares, entre vários outros aspectos de pesquisa e as conclusões – totais e parciais – dos estudos desenvolvidos até agora, os quais servem como elementos embasadores para o projeto IP Campanha.

FOTO 2 FOTO 3

 

 

Fonte: http://www.aplateia.com.br/VisualizarNoticia/9628/mais-proxima-a-indicacao-de-procedencia-para-os-vinhos-finos-da-campanha-gaucha.aspx

PARTICIPAÇÃO DO CURSO DE BACHARELADO EM ENOLOGIA NA XX AVALIAÇÃO NACIONAL DE VINHOS – SAFRA 2012

            O Curso de Bacharelado em Enologia do Campus Dom Pedrito da Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) esteve presente no dia 29 de setembro na XX Avaliação Nacional de Vinhos – Safra 2012, representado pelo Coordenador do Curso, professor Wilson Valente da Costa Neto, e pelos acadêmicos Ângela Pereira Dachi, Camila Franco Broilo, Cristiane Risso, Eveline Martins Vargas, Mayara Liani Machado Dias, Lucas Martins Simões e Silvia Tiburski, o evento é promovido pela Associação Brasileira de Enologia (ABE) em Bento Gonçalves (RS), e é considerado o maior do mundo no gênero.

A safra de uvas do ano de 2012 é considerada por muitos viticultores do Rio Grande do Sul como a melhor dos últimos tempos, deste modo, espera-se a oferta de vinhos a serem lembrados para os próximos anos.

 Mas para que se configure verdadeiramente uma tendência, o evento, que desde 1993 serve como parâmetro para avaliação dos vinhos brasileiros, este ano foi realizado a partir da seleção prévia de 387 amostras inscritas por 70 vinícolas de sete estados brasileiros distribuídos nas categorias Branco Fino Seco Não Aromático (I) – 54 amostras; Branco Fino Seco Aromático (II) – 29 amostras; Tinto Fino Seco ( III ) – 206  amostras; Tinto Fino Seco Jovem (IV) – 15 amostras; Vinho Base para Espumante (V) –  83 amostras.

O número de amostras por variedade foi o seguinte: Categoria I: Chardonnay – 38; Peverella – 1; Pinot Grigio – 1; Chenin Blanc – 1; Riesling Itálico – 9; Viognier – 4. Categoria II: Gewürztraminer – 4; Malvasia – 2; Moscato Branco – 8; Moscato Giallo – 5; Moscato Bianco R2 – 4; Sauvignon Blanc – 6. Categoria III: Alicante Bouchet – 1; Ancellotta – 10; Arinarnoa – 1; Cabernet Franc – 10; Cabernet Sauvignon – 61; Carménère – 1; Malbec – 4; Marselan – 10; Merlot – 52; Montepulciano – 1 Nebbiolo – 1; Petit Verdot – 1; Pinot Noir – 1; Pinotage- 2; Rebo – 1; Refosco – 1; Shiraz ou Syrah – 2; Tannat – 38; Tempranillo – 3; Teroldego – 3; Touriga Nacional – 2. Categoria IV: Gamay – 1; Cabernet Sauvignon – 1; Merlot – 3; Pinot Noir – 8, Shiraz ou Syrah – 1; Tempranillo 1. Na Categoria V participaram vinhos varietais ou de corte das variedades Chardonnay, Cabernet Franc, Cabernet Sauvignon, Chenin Blanc, Gewürztraminer, Malbec, Merlot, Montepulciano, Nebbiolo, Pinot Noir, Pinotage, Prosecco, Riesling Itálico, Riesling Renano, Semillon, Trebbiano e Viognier.

A seleção das 16 amostras apreciadas pelo público do evento foram previamente avaliadas em 16 sessões, entre os dias 10 a 31 de agosto de 2012, no Laboratório de Análise Sensorial da Embrapa Uva e Vinho, sempre às 9:30 h. Participaram da avaliação 120 enólogos, todos com experiência em degustação, divididos em 4 grupos  (4 sessões/grupo), com cerca de 30 degustadores/cada sessão. As amostras foram degustadas às cegas, informando-se aos degustadores somente a categoria (grupo) do vinho – sem mencionar o nome da variedade.  Diariamente eram degustadas, aproximadamente, 27 amostras.  Foi empregada a ficha da O.I.V e União Internacional dos Enólogos, a qual atribui notas em uma escala de 0 a 100 pontos. Para a composição da nota final foram consideradas um total de 10 variáveis, associadas ao Aspecto (Limpidez, Tonalidade), Olfato (Intensidade, Nitidez, Qualidade), Paladar (Intensidade, Nitidez, Qualidade, Persistência) e Avaliação Global. Os vinhos foram servidos nas temperaturas de 10oC (brancos e base para espumantes), 17oC (tintos). A seleção dos 30% melhores vinhos, correspondente a cada categoria, foi feita de acordo com a mediana; para desempate, a média aritmética seguida pelo desvio padrão. Importante salientar que as notas finais de cada vinho foram obtidas a partir do cálculo de 26 a 30 notas (conforme o grupo), o que atribui uma excelente robustez aos resultados. Foi empregado o sistema computadorizado de coleta de dados, com processamento e emissão de relatórios.

“Devido às características únicas do Curso de Bacharelado em Enologia, a participação dos acadêmicos neste evento auxilia na construção do conhecimento, pois trata-se de uma oportunidade de exercitar a análise sensorial e confrontar os seus resultados com a avaliação da equipe técnica de enólogos que realiza o evento.” Destaca o Coordenador Wilson.

 

 

Ajuda aos BIXOS 2012

As informações contidas neste post estão na página da UNIPAMPA. No entanto, decidiu-se separar algumas informações para o auxílio aos novos acadêmicos de Enologia; informações de localização e contato, especialmente aos que não são residentes em Dom Pedrito/RS, além de informações de participações em eventos, realizações, entre outras coisas. Confira:

Localização do campus:

UNIPAMPA – Campus Dom Pedrito
Endereço: Rua 21 de abril, 80 – Bairro: São Gregório. Dom Pedrito – RS – CEP: 96450-000

Clique na imagem abaixo para ampliá-la:

Localização da Unipampa/ mapa de Dom Pedrito-RS

Informações de Contato:

Fone: (53) 3243-9539 – ou (53)3240-5440
Fax: (53) 3240-5441
E-mail do Campus: dompedrito@unipampa.edu.br
E-mail da turma de Enologia: enologiaviticultura@hotmail.com

Objetivos do Curso:

Formar profissionais generalistas, capazes de orientar todos os elos da cadeia da vitivinicultura, desde o processo de produção até a comercialização. Estes deverão reconhecer, intervir e aperfeiçoar as diferentes fases do processo produtivo através de seus conhecimentos básicos e alavancar a retomada do crescimento regional, por meio de ações de inclusão e desenvolvimento social. Tem por objetivo desenvolver pesquisas que permitam a compreensão e a transformação dos diversos elos da cadeia produtiva. Desenvolver e consolidar competências profissionais no plano técnico, pedagógico e cientifico que permitam uma intervenção de excelência no âmbito da Viticultura e Enologia.

Confira também os objetivos específicos do Curso, clicando em Objetivos do Curso

Mais informações:

O Curso de Enologia, na UNIPAMPA Campus Dom Pedrito, é o primeiro Bacharelado em Enologia do Brasil. Em seu primeiro ano, os acadêmicos do mesmo apresentaram trabalhos em seminários, como o III SIEPE, em Uruguaiana/RS e no Congreso Iberoamericano de Extension Universitaria, em Santa Fe, na Argentina. “A Enologia” também esteve presente em eventos como a FENAVINHO, em Bento Gonçalves e no Seminário de Vitivinicultura da Metade Sul do Estado do RS, em Bagé/RS, além de realizar dias de campo em propriedades da cidade. O Diretório Acadêmico Wilson Valente da Costa Neto, que leva o nome do coordenador do curso, juntamente com a turma, organiza eventos extra-acadêmicos como o ENOCHURRAS (“O Churrasco da Enologia”), festas, etc…; também organiza, juntamente com a turma, professores e o apoio de parceiros, a Semana Acadêmica da Enologia, que em 2012, terá sua 2ª edição. Outro evento que teve bastante sucesso foi o Jantar de Harmonização, realizado em outubro de 2011, com apoio de vinícolas da cidade (Guatambu Estância do Vinho, Dunamis Vinhos e Vinhedos, Dom Pedrito Vinhos Nobres e Vinícola Camponogara) e Sindicato Rural de Dom Pedrito, realizado no Restaurante Cumbuca. O Curso em breve contará também com um moderno Complexo Enológico.

Primeiro dia de aula da 1ª Turma!!!
Turma de Enologia na Fenavinho 2011
Enologia F.C. nos Zoogos 2011, vice-campeã no Futsal e campeã no vôlei
Jantar de harmonização no Restaurante Cumbuca
I Churrasco da Enologia, o Enochurras

Sejam bem-vindos novos futuros enólogos!!!

Boas férias!

Para alguns alunos, ainda faltam provas recuperatórias e o recebimento de  algumas notas. No entanto, não haverá mais aulas válidas pelo 2º semestre do Curso de Enologia.

Então, boas férias a todos amigos colegas e professores!!!

Boa sorte para quem fará alguma prova recuperatória!!!

Que sigamos juntos ao 3º semestre e boas vindas aos BIXOS 2012!!!

Churrasco na casa da acadêmica Amélia Fagundes