Turismo no Cemitério das Irmandades: história, memória, arte, simbolismo e educação patrimonial em Jaguarão, RS

O objeto desta pesquisa é o Cemitério das Irmandades de Jaguarão, município situado no extremo sul do estado do Rio Grande do Sul, na fronteira com o município de Rio Branco, departamento de Cerro Largo, Uruguai. Neste cemitério oitocentista, inaugurado no ano de 1858, as características referentes à história, à memória individual e coletiva, à arte tumular, identificações étnicas, artísticas, culturais, religiosas são narradas para os visitantes em dezenas de corredores de túmulos, lápides, mausoléus, estatuária tumular, inscrições e outros símbolos construídos através de diversos tipos de técnicas e materiais. Por seus atributos relacionados à história, memória, arte, simbolismo, dentre outros, o Cemitério das Irmandades pode ser considerado um “museu a céu aberto”, um lugar de cultura, educação, pesquisa e, da mesma forma, de turismo. O principal objetivo do projeto é investigar, registrar e analisar os diversos elementos, acima mencionados, que existem no cemitério e assim poder desenvolver o turismo no cemitério, primeiramente entre a comunidade acadêmica e posteriormente para a comunidade em geral. Por iniciativa dos discentes do curso de Gestão de Turismo desta universidade, desde o ano de 2017 têm sido realizadas visitas técnicas no cemitério, sob orientação de docentes do curso de turismo e tendo como condutores locais monitores do laboratório de turismo e discentes do curso de Gestão de Turismo e História, no intuito de aprender, refletir e divulgar o cemitério e seu acervo no meio acadêmico. Essas atividades, o Turismo no Cemitério das Irmandades, têm congregado discentes de outros cursos da universidade, bem como de integrantes da comunidade local. Assim, pode-se compreender que proposta que se apresenta neste projeto visa constituir saberes que conduzam à organização do turismo no Cemitério das Irmandades, culminando na inserção da comunidade local, alunos de escolas locais e de turistas no Cemitério das Irmandades.

Coordenação: Profª. Dra. Alessandra Buriol Farinha