LIFE 2012 / Capes

APRESENTAÇÃO DA PROPOSTA

Link para o Portal do Projeto (em contrução)

Coordenação Institucional: Prof. Dr. Márcio André Rodrigues Martins

A proposta institucional LIFE-Unipampa, aqui apresentada, integra a construção de quatro subprojetos, em distintos Campi: LIFE-Unipampa-Bagé; LIFE-Unipampa-Caçapava do Sul; LIFE-Unipampa-São Gabriel; LIFE-Unipampa-Uruguaiana. Envolvendo 1277 acadêmicos e 43 professores de 10 (dez) licenciaturas, os subprojetos propõem ações interdisciplinares, investigativas, reflexivas e inovadoras, que contribuam para atualizar a prática docente frente aos desafios que se apresentam à sociedade contemporânea. Pela característica multicampi da UNIPAMPA, em processo de implantação, essa proposta institucional tem entre seus pressupostos a articulação dos subprojetos LIFE.

Todas as licenciaturas dos quatro campi participam desta proposta: o Campus Uruguaiana com duas licenciaturas (Ciências da Natureza e Educação Física); o Campus Bagé com seis licenciaturas (Física, Química, Matemática, Letras Português/Inglês, Letras Português/Espanhol, Música); o Campus Caçapava do Sul com uma licenciatura interdisciplinar em Ciências Exatas (com uma única entrada e três saídas, permitindo ao acadêmico, no percurso de seus estudos e dada a flexibilidade curricular, escolher entre diplomações/habilitações distintas: Física ou Química ou Matemática[1]); e o Campus São Gabriel, mesmo possuindo apenas uma licenciatura, construiu a proposta com ações interdisciplinares: no próprio campus  e com licenciaturas que compõem os subprojetos de outros campi. Considerando o contexto regional e as características multicampi da universidade, propõe-se um modelo de LIFE que não seja apenas integrador das Licenciaturas num mesmo Campus, mas entre os Campi da Unipampa.

O LIFE-Unipampa propõe a produção de atividades na perspectiva da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, transversalizadas pelas tecnologias da informação e da comunicação (TIC), de tal modo que elas:

  • propiciem a construção, reflexão e socialização de saberes produzidos na formação inicial e continuada de professores, assim como, nas articulações possíveis entre as propostas pedagógicas dos cursos de licenciaturas e das escolas de educação básica;
  • articulem práticas investigativas sobre as questões educacionais, em que o investigar constituir-se-á num modo de aprender e de construir concepções e abordagens pedagógicas. Esta proposta de LIFE encontra ressonância com PI da UNIPAMPA quando esse propõe que “o enfoque de pesquisa, interligado à ação pedagógica, deve desenvolver habilidades nos discentes tais como: a busca de alternativas para a solução de problemas, o estabelecimento de metas, a criação e a aplicação de modelos e a redação e a difusão da pesquisa de forma a gerar o conhecimento científico” (UNIPAMPA, 2009, p. 34);
  • promovam a interação Universidade-Escola, produzindo as condições para que os saberes e experiências interdisciplinares, de ambas instituições, sejam compartilhados num processo cooperativo e colaborativo. O PI da UNIPAMPA também ressalta que

“o caráter dinâmico e significativo da vivência que se proporciona aos atores desse processo, através das ações de extensão, exige que a própria universidade repense a estrutura curricular existente numa perspectiva da interdisciplinaridade e da flexibilização curricular” (UNIPAMPA, 2009, p. 37).

A proposta do LIFE-Unipampa prevê a utilização das TIC como um dispositivo capaz de produzir novas significações pedagógicas e não apenas como “ferramental” de apoio pedagógico. As significações pedagógicas compreendem o encontro das narrativas em rede com as experimentações em sala de aula, de modo a articular o que é teorizado e proposto metodologicamente em aulas universitárias com o trabalho e o saber docente no contexto escolar.

Considerando a proposta apresentada, a construção do LIFE-Unipampa potencializa a formação docente na perspectiva interdisciplinar, como um espaço-tempo dinamizador de abordagens e práticas pedagógicas transformadoras da realidade educacional.


[1] Dada essas características do Curso de Licenciatura em Ciências Exatas, foi aprovado pela Capes, subprojetos-PIBID distintos (edital de ampliação pibid 11/2012) para um mesmo edital (2011), uma vez que se constituem turmas distintas numa das etapas do curso.