Unipampa foi representada no II ENSEC

Aconteceu no período de 01 a 04 de outubro, em paralelo à 38ª Reunião Nacional da Anped, na Universidade Federal do Maranhão, na cidade de São Luís, o II Encontro Nacional de Secretári@s de Programa de Pós-graduação em Educação (ENSEC), organizado pelo Fórum de Secretários/as dos Programas de Pós-graduação em Educação da Região Sul (FORSEC). O secretário do PPGEdu da Unipampa, Charles Eduardo da Cruz do Amaral, fez parte da comissão organizadora do II ENSEC, junto a secretários da PUCRS, UNISUL, UNIJUÍ, UNILASALLE e UNISINOS, e esteve presente no evento.

O encontro tratou de assuntos fundamentais para qualificação dos PPGs e contou com a participação de 63 secretári@s de diversas Instituições, entre elas: UNIPAMPA, UNILASALLE, UNISINOS, UNIJUI, PUCPR, PUCRS, UNISUL, UNEMAT, UEPG, UNIVILLE, UNEB, FURG, USP, UFJF, UFPB, UFPE, UFU, IFC, UNIFESSPA, UFMT, UFPA, UFRGN, USF, UERJ, UESB, UFGD, UESC, UFBA, UFRGS, UFPB, UFPI, UNIRIO, UEMG, UFF e UFMA.

O FORSEC já vem sendo realizado desde 2002, junto às reuniões da Anped Sul, com o objetivo de estabelecer relações de trabalho com outros Programas de Pós-graduação do Sul do país, promovendo trocas de experiências e socialização, de modo a capacitar o grupo para o trabalho de apoio aos Programas de Pós-graduação em Educação. Na mesma linha, o objetivo do II ENSEC foi proporcionar visibilidade ao trabalho exercido pelos secretários/as de Programas de Pós-graduação em Educação e ampliar as discussões para congregar todos os/as secretários/as para as questões que envolvem a secretaria da Pós-graduação em Educação nas mais diferentes regiões do Brasil.

A programação reuniu professores renomados como: Profª Drª Andréa Barbosa Gouveia (UFPR); Profª Drª Edla Eggert (PUCRS); Prof. Dr. Danilo Romeu Streck (UNISINOS/RS); Prof. Dr. Jefferson Mainardes (UEPG); Profª Drª Joana Paulin Romanowski (PUCPR); Prof. Dr. José Gonçalves Gondra (UERJ); Josenilson Guilherme de Araújo, técnico da área de Educação do CNPq; Lívia R. M. A. Schumann, coordenadora da CAPES; Lucídio Bianchetti (UNISC); e Profª Drª Tânia Maria Hetkowski (UNEB).

O Prof. Dr. Lucídio Bianchetti destacou que o trabalho dos secretários “[…] situa-se no campo das mediações. Estar nesse campo significa responder perguntas, resolver impasses, solucionar questões angustiantes, orientar…”. Ele ainda salientou que “juntamente com o/a Coordenador/a do Programa de PG, o/a secretária/o, é alguém ‘sanduichado’ entre instâncias da universidade, do sistema educacional e categorias de pessoas.”

Charles ressalta que a função à frente do PPGE necessita o domínio de um conjunto de conhecimentos, procedimentos e técnicas para viabilizar a atuação. Dessa forma, o secretário da pós-graduação adquire um perfil profissional com competências e habilidades que fundamentam sua ação e a tomada de decisões no programa de pós-graduação, em contínua transformação e autoavaliação a que são submetidas às exigências da avaliação quadrienal do Sistema Nacional de Pós-graduação (SNPG) brasileiro. “Precisamos estar presentes nestes encontros, pois a troca de experiências, as palestras e oficinas, contribuem para o aprimoramento das atividades desenvolvidas e a inserção da Unipampa no cenário nacional”, aponta ele.

  

  

 

Unipampa participa do FORPRED 2017

O PPGEdu esteve presente na Reunião do Fórum Nacional de Coordenadores de Programas de Pós-graduação em Educação (FORPREd), realizado em São Luís, Maranhão, entre 29 de setembro e 01 de outubro. Estiveram presentes coordenadores e coordenadores
substitutos dos Programas de Pós-Graduação em Educação de todo país.

Durante a reunião foi feita a partilha de trabalhos desenvolvidos em grupos de trabalho
organizados com integrantes dos PPGs sobre a Internacionalização da Pós-graduação,
inserção social, políticas de financiamento e produção acadêmica. Debateu-se sobre o
processo de avaliação quadrienal (2013-2017), destacando as conquistas da área, tendo
mais cursos nos extratos 4 e 5.

Tivemos ainda acesso à proposta do Evento da ANPEd Sul que vai acontecer na UFRGS
nos de 23 a 26 de julho de 2018. Podemos já começar a preparar nossos artigos para
submeter e contribuir assim com o avanço da pesquisa na área.

Além das reuniões do FORPRED tivemos ainda reuniões do Fórum dos Mestrados Profissionais (FOMPE) em que os coordenadores apresentaram suas análises do processo avaliativo do quadriênio, destacando a maturidade e o reconhecimento adquirido. Uma boa parcela dos cursos recebeu a nota 4. Mas ainda há muita indefinição sobre a continuidade. Será que é hora de apresentar doutorados? Temos maturidade para isso? A proposta é continuar a pesquisa e o debate nas redes FOMPE, olhando para experiências de doutorados em outros países. Ainda não temos regulamentação do Doutorado e não sabemos como será julgada a proposta apresentada. Contudo, o reconhecimento abre perspectivas já sabemos que não é o suficiente saber o que vai acontecer, mas é necessário antecipar-se aos fatos e participar.

Lúcio Jorge Hammes
Coordenador do PPGEdu



Foto: ANPEd – Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Educação

 

 

Mestranda Síntia Maritis Hipólito Canilha ministra palestra em Canguçu/RS

Com a temática “Coordenação Pedagógica e Supervisão Escolar”, a mestranda Síntia Maritis Hipólito Canilha ministrou palestra para os alunos do Colégio Franciscano Nossa Senhora Aparecida, em Canguçu/RS.

De acordo com a discente,  “A palestra consistiu em explicitar aos alunos a importância e o papel do Coordenador Pedagógico ou Supervisor Escolar no cotidiano das escolas. Discutir práticas que dão resultado positivo e diferentes formas de atuação e abordagens realizadas por esses profissionais.”

PPGEdu recebe nota 4 em avaliação da Capes

O Mestrado Profissional em Educação da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Campus Jaguarão, recebeu nota 4 em avaliação divulgada pela Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (Capes). Essa é uma avaliação quadrienal dos programas de pós-graduação stricto sensu em funcionamento no Sistema Nacional de Pós-Graduação (Snpg).

Confira a notícia completa clicando aqui!

[Resultado Final] Programa de Auxílio da Pós-Graduação da Universidade Federal do Pampa (PAPG)/PPGEdu

A Comissão de Bolsas do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu) da Universidade Federal do Pampa, no uso de suas atribuições regimentais, divulga o resultado final da seleção dos beneficiários para o Programa de Auxílio da Pós-Graduação (PAPG) da Universidade Federal do Pampa para o PPGEdu.

  1. Ivonete Afonso Jodar
  2. Jarbas Parise Moscato

Divulgação

É com satisfação que o PPGEdu compartilha com a comunidade acadêmica o E-book A formação de professores na contemporaneidade: perspectivas interdisciplinares.

O livro foi organizado pelos professores Jaime José Zitkoski; Lúcio Jorge Hammes, coordenador do PPGEdu, e Raquel Karpinski.

Para acessá-lo, “clique aqui”.

Programa de Auxílio da Pós-Graduação da Universidade Federal do Pampa (PAPG)/PPGEdu

A Comissão Coordenadora do Programa de Pós-Graduação em Educação (PPGEdu) da Universidade Federal do Pampa, no uso de suas atribuições regimentais, faz saber que estão abertas as inscrições para o Programa de Auxílio da Pós-Graduação (PAPG) da Universidade Federal do Pampa para o PPGEdu.

Período de inscrições: 30/08/2017 a 05/09/2017

Para mais informações “clique aqui”.

 

 

Curso de Extensão Percursos Formativos

Realizou-se na noite do dia 02 de junho de 2017, a partir das 19 horas, mais um encontro do Curso de Extensão Percursos Formativos, cuja temática abordada foi “Fazer extensão em Alfabetização e Letramento I” .

Neste encontro a aluna do PPGEDU, orientanda da Professora Patricia dos Santos Moura, Verônica Rodrigues de Lima, apresentou seu projeto de intervenção, já que o mesmo aborda questões pertinentes a alfabetização e mais especificamente quanto ao letramento nos anos finais da Educação de Jovens e Adultos numa perspectiva do ler e escrever nas diferentes áreas do conhecimento. Assim como trouxe alguns dados preliminares da formação de professores que realizou como parte da sua intervenção pedagógica no inicio deste ano com os professores dessa modalidade na escola em que atua como gestora.

Também propôs a reflexão sobre a avaliação diagnóstica na EJA, já que o instrumento de avaliação utilizado pela escola para classificação e distribuição dos anos nas diferentes totalidades foi objeto de estudo na pesquisa, a qual está em fase final. A aluna ainda aplicou o teste “CLOZE” aos cursistas como sugestão de mais uma possibilidade de avaliação através do texto.