Histórico do Curso

A Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) foi criada pela Lei n° 11.640, de 11 de janeiro de 2008, visando contribuir com o desenvolvimento da chamada “Metade Sul” do Rio Grande do Sul (RS), que compreende um extenso território composto de cidades com Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) abaixo da média do Estado. A localização da UNIPAMPA compreende as seguintes regiões do RS: Sul (Jaguarão), Sudoeste (Bagé, Dom Pedrito e Santana do Livramento), Centro-Oeste (Caçapava do Sul, São Gabriel e Alegrete) e Fronteira Oeste (Uruguaiana, Itaqui e São Borja). As cidades das duas primeiras regiões fazem fronteira com o Uruguai e as da última região fazem fronteira com a Argentina. No total, são 10 (dez) municípios, com populações entre 35 e 150 mil habitantes, localizadas numa região com muito baixa taxa de industrialização quando comparada com as demais regiões do RS. A economia das cidades que compõem a região de inserção da UNIPAMPA é baseada principalmente na agricultura (majoritariamente arroz, soja e trigo) e na pecuária extensiva, com criação predominante de bovinos e ovinos, além do setor de serviços. A UNIPAMPA, em seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI 2019-2023), apresenta como Missão “promover a educação superior de qualidade, com vista à formação de sujeitos comprometidos e capacitados para atuar em prol do desenvolvimento regional, nacional e internacional”.

A EMBRAPA (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) é um órgão do governo federal, ligado ao Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) atuante em todo o país. Além da sede administrativa, localizada em Brasília, a EMBRAPA conta com 43 unidades temáticas descentralizadas, abrangendo todas as regiões brasileiras. A EMBRAPA tem como Missão “viabilizar soluções de pesquisa, desenvolvimento e inovação para a sustentabilidade da agricultura, em benefício da sociedade brasileira”. A cidade de Bagé sedia a EMBRAPA Pecuária Sul, unidade com mais de três décadas de atuação dedicada à criação e disponibilização de tecnologias nas áreas de bovinocultura de corte, de leite e ovinos, buscando o bem-estar socioeconômico do homem, com o foco no agronegócio.  A EMBRAPA Pecuária Sul conta com 33 pesquisadores dedicados ao desenvolvimento do conhecimento sobre o sistema solo-planta-animal com vistas à melhoria dos processos produtivos e qualificação dos produtos finais, viabilizando soluções de pesquisa, desenvolvimento e inovação para a sustentabilidade do agronegócio dos campos sul-brasileiros.

Com a implantação da UNIPAMPA, as demandas da comunidade de sua região de abrangência  – carente tanto em termos das oportunidades de formação de pessoas quanto em termos desenvolvimento tecnológico – passaram a ser encaminhadas para todos os campi da instituição. Demandas referentes ao melhoramento genético de plantas e animais, do controle e qualidade da produção e da inserção de tecnologias nos processos produtivos surgiram para todos os cursos das áreas das Engenharias e das Ciências Agrárias, nas diversas cidades em que a UNIPAMPA se localiza. No Campus Bagé, que sedia o curso de Engenharia de Computação, essa demanda deu-se da mesma forma. Os docentes do curso, doutores nas diversas áreas da Engenharia e Ciência da Computação, não dominavam os conhecimentos das áreas das Ciências Agrárias, necessários para o entendimento dos problemas existentes e posterior proposta de soluções para a produção agropecuária. Dessa forma, houve uma natural aproximação entre os pesquisadores da UNIPAMPA e da EMBRAPA Pecuária Sul com vistas à construção conjunta do conhecimento na área de tecnologias para a produção agropecuária, facilitada tanto pelos objetivos partilhados por ambas as Instituições como pela grande quantidade de alunos do curso de Engenharia de Computação que desenvolviam trabalhos de pesquisa como bolsistas de iniciação científica ou como estagiários na EMBRAPA Pecuária Sul.

Em maio de 2014, forma-se um grupo de trabalho, composto por docentes da Unipampa e Pesquisadores da Embrapa, com o intuito de formular uma proposta de mestrado. Nas discussões, identifica-se a área de agropecuária de precisão como um potencial foco de área de concentração para a proposta.  O grupo então passa a formular a proposta, que é submetida internamente em setembro daquele ano. Em janeiro de 2015, a proposta é aprovada pelo Conselho Universitário da Unipampa. Em maio de 2015, a proposta é submetida à CAPES na APCN 2015. Após uma diligência documental e uma diligência de visita, a proposta é recomendada pela CAPES em 25 de abril de 2016. O PPGCAP teve seu início em março de 2017, com a primeira turma de ingressantes.

O Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada (PPGCAP) foi concebido e está consolidado como uma parceria permanente entre a Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA) e a EMBRAPA Pecuária Sul, mediante convênio de longo prazo estabelecido entre ambas as instituições, como forma de fortalecer a pesquisa, a formação de pessoas e a transferência de tecnologia para a sociedade na área de computação aplicada à agropecuária. Espera-se que o Programa de Pós-Graduação em Computação Aplicada, dadas suas características explicitadas anteriormente, siga ampliando o seu forte impacto positivo no desenvolvimento de conhecimento, processos e ferramentas para a consecução dos objetivos da Agricultura e da Pecuária de Precisão, onde as iniciativas devem privilegiar as particularidades dos sistemas de produção da região, valorizando as pessoas envolvidas, o bem estar animal, e os ecossistemas campestres.

O PPGCAP tem como objetivos específicos:

(i) promover o desenvolvimento regional por meio da execução de projetos que beneficiem a cadeia produtiva agropecuária;

(ii) formar pessoas capacitadas, críticas e comprometidas com o desenvolvimento ético e sustentável do país, nas áreas correlatas às tecnologias para produção agropecuária;

(iii) promover a convergência das pesquisas realizadas entre a UNIPAMPA e a EMBRAPA Pecuária Sul no que tange à finalidade do Programa;

(iv) qualificar o ensino, a pesquisa e a extensão realizados na Universidade Federal do Pampa no âmbito do curso de Engenharia de Computação, por meio de projetos científicos aplicáveis no contexto regional, em parceria com a EMBRAPA;

(v) atender aos objetivos institucionais da Universidade Federal do Pampa, expressos na Lei nº 11.640, de 11 de Janeiro 2008 e em seu Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI 2019-2023); e

(vi) atender à Missão da Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária e, especificamente, aos objetivos estratégicos da EMBRAPA Pecuária Sul, expressos em seu Planejamento Estratégico Institucional.