Curso

Situado em Jaguarão, fronteira do Brasil com o Uruguai, o Curso de História – Licenciatura se insere num cenário regional e local marcado por um processo de transformação. Os indicadores demográficos, sociais, e especialmente, educacionais, revelam grandes carências, algumas históricas e mais amplas, próprias a toda a área de abrangência da UNIPAMPA, outras recentes e específicas de Jaguarão e de seus municípios vizinhos, ativadas pelas novas relações econômicas estabelecidas com o outro lado da fronteira política. Em outras palavras, convergem importantes demandas educacionais, profissionais e sociais, para a formação de profissionais qualificados que possam intervir diretamente nesta realidade e criar alternativas que busquem a superação dessas dificuldades, apontando para um desenvolvimento regional sustentável, calcado na autonomia e no compromisso com a cidadania e a justiça social. Voltado ao tema do Ensino de História na Fronteira, a importância deste remete às questões mencionadas acima, que podem proporcionar uma singularidade interessante, de formar educadores na área de História, que sejam capazes de dar conta das especificidades e complexidades das relações sociais dos territórios fronteiriços.

Sendo assim, levando-se em conta a conjuntura política, econômica, cultural e sócio-histórica da região do Pampa gaúcho e uruguaio, as particularidades concernentes ao ambiente de fronteira regional e binacional, e especificamente, as demandas educacionais por profissionais qualificados, o Curso de História – Licenciatura do Campus Jaguarão da UNIPAMPA tem o desafio de oferecer um posicionamento pedagógico que contemple este cenário local e regional atual.

Em resumo, o Curso de História – Licenciatura conjuga o atendimento de demandas locais e regionais no âmbito educacional, justifica-se por objetivar a formação de profissionais qualificados para o ensino de História (especialmente dentro das escolas, porém também em espaços não-escolares, como museus e associações de bairro, etc), mas igualmente para a educação para o patrimônio (atuando em instituições específicas como estabelecimentos de ensino e espaços de memória) e para a pesquisa histórica (engajando-se em projetos de instituições públicas, a exemplo de órgãos governamentais, e entidades privadas).

O Curso de História – Licenciatura recebeu nota 4 pela Comissão Avaliadora do INEP (MEC) no processo de Reconhecimento de Curso, em setembro de 2013.