Competências e Habilidades

O Curso superior de Tecnologia em Aquicultura está fundamentado e estruturado, em sintonia com o Projeto Institucional da UNIPAMPA, de forma que o egresso desenvolva as seguintes competências e habilidades:

  • Planejar  a implantação e construção de sistemas aquícolas estabelecendo sua localização adequada, observados fatores como disponibilidade hídrica, condições edafoclimáticas, análise topográfica de áreas, viabilidade econômica e aspectos ambientais relacionados.
  • Planejar, gerenciar, organizar e controlar sistemas de produção  e  comercialização de espécies aquícolas.
  • Cultivar  ou dar assistência técnica, quanto aos diferentes sistemas de produção de organismos aquáticos, a estabelecimentos agroindustriais, agregando valores e otimizando a utilização dos recursos potencialmente disponíveis e tecnologias sociais e economicamente adaptáveis;
  • Desenvolver projetos e acompanhar a execução de tanques, viveiros, barragens, sistemas de bombeamento, condução e distribuição de água em sistemas aquícolas.
  • Identificar a influência do clima na produção e a necessidade de aclimatação buscando a condição de conforto à produção de espécies aquícolas.
  • Formular diferentes tipos de rações de acordo com as necessidades nutricionais específicas de cada espécie bem como identificar os nutrientes componentes tanto das rações como do produto da aquicultura através de análise bromatológica convencional;
  • Direcionar os cruzamentos de reprodução com a finalidade de melhoramento genético;
  • Relacionar mecanismos fisiológicos de adaptação ao meio ambiente;
  • Utilizar ferramentas de informática na realização de atividades ligadas ao exercício profissional;
  • Utilizar o método científico na escrita, realização e apresentação de projetos e relatórios.
  • Desenvolver cultivos planctônicos, tanto de fito quanto de zooplâncton, bem como de macrófitas, como fonte alternativa para alimentação de organismos aquáticos continentais.
  • Reconhecer os principais grupos de insetos aquáticos que influenciam positiva ou negativamente nas atividades de aquicultura, bem como compreender a relação entre esses organismos, de modo a agir adequadamente frente essas relações (alimentação x predação).
  • Compreender os mecanismos do desenvolvimento, desde a fertilização até a fase adulta, de animais aquáticos continentais.
  • Conhecer aspectos da biologia geral dos principais representantes de fauna aquática de águas interiores e estabelecer relações sistemáticas.
  • Desenvolver as atividades pertinentes a profissão partindo de uma visão sistêmica do ambiente, dentro do atual contexto da problemática ambiental.