Convite: VI Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária – 29 de maio a 06 de junho

A Jornada Universitária em Defesa da Reforma Agrária (JURA) é um evento organizado com o fim de promover uma aproximação da universidade e demais instituições de ensino com os movimentos sociais do campo e suas diversas demandas, do interesse imediato da sociedade em geral. Está em sua VI edição, e o tema escolhido para este ano é “Direitos Humanos: pelo direito à vida, a terra e ao território,” Pela terceira vez, Jaguarão receberá atividades do evento.

Em Jaguarão, organizam o evento a Unipampa (Curso de História), o IFSul e o Instituto Ambiental e Popular Imbira.

As atividades acontecerão no campus da universidade, no instituo federal, na Escola Espírito Santo e no assentamento São Virgílio (Herval). Confira abaixo a programação completa.

Será emitido certificado para participantes. Inscrições no local.

Aula Magna do Curso de História tratará do Ensino de História em tempos atuais

É com alegria que convidamos a todos e todas para estarem conosco na nossa Aula Magna 2019 dos cursos de História-Licenciatura e da Especialização em Ensino de História. Neste ano, teremos a presença do Prof. Dr. Nilton Mullet, da Faculdade de Educação da UFRGS, que fará palestra com o seguinte título: Da banalização ao conceito: o ensino de História e uma ética dos “tempos difíceis”.
Será na sexta-feira, dia 26/04/2019, às 19hs, no Auditório do Campus

Reaberto edital que oportuniza bolsa para estudantes de História

Foi publicado o Edital 115/2019) para seleção de bolsistas para o desenvolvimento de ações de apoio a gestão acadêmica.
As inscrições dos alunos (via GURI) iniciam nesta segunda feira (08/04) e encerram no dia 12/04.
Os coordenadores deverão selecionar os bolsistas entre os dias 16 e 22/04.
Acesse aqui os editais, para maiores informações:

LAHISP promove palestra

No próximo dia 12 de abril, às 20h no Auditório do Campus, haverá a palestra “Maria Tereza Joaquina: trajetória e memória de uma rainha negra no litoral norte do Rio Grande do Sul no século XX”, com o historiador Rodrigo de Azevedo Weimer (Arquivo Público do Estado do Rio Grande do Sul). Nessa palestra, ele irá analisar a trajetória da rainha negra Maria Tereza (1887-1980). O estudo sobre sua vida também é um mote para a análise da cultura negra e do ritual para o qual foi indicada como monarca. É, ainda, uma maneira de problematizar os diferentes rumos e itinerários tomados por ex-escravos, suas famílias e seus descendentes em uma área rural do litoral do Rio Grande do Sul. Finalmente, trata-se de discutir os protagonismos e lugares de destaque construídos por uma mulher negra em uma sociedade machista e racista como aquela do pós-Abolição

II ENCONTRO NACIONAL DO CONNEABs CONSÓRCIO NACIONAL DOS NEABs, NEABIs e GRUPOS CORRELATOS 15 e 16 de julho de 2019 – UNIPAMPA, Jaguarão-RS

O ano de celebração dos 15 anos do CONNEABs é também um ano de severos desafios aos Núcleos de Pesquisa e Estudos Afro-Brasileiros. Em 2019, participar da construção de uma agenda de política científica para o Brasil na perspectiva negra é uma discussão que deve permanecer no horizonte estratégico de todxs.
É preciso lembrar que os primeiros NEAB’s foram constituídos em um momento de luta por políticas de igualdade racial, as quais, paulatinamente, se consolidaram em normas que legislam sobre a educação nacional. Muitos NEAB’s surgiram depois, já em sincronia com os efeitos das históricas lutas do movimento negro que resultaram em uma presença maior da população negra no mundo acadêmico, seja na condição de docentes ou de estudantes de graduação e pós-graduação.
O CONNEABs foi criado em 2004, durante o III COPENE, realizado na Universidade Federal do Maranhão. Talvez, como justo impacto da então recém decretada lei 10.639/03, dentre seus objetivos, o CONNEABs propunha-se a acompanhar e avaliar, subsidiar e estimular de forma
multidisciplinar e interinstitucional as diretrizes nacionais para implementação da educação das relações étnico-raciais e para o ensino de história e cultura afro-brasileira e africana.
Desde então, as políticas de ações afirmativas e das políticas de igualdade definiram um novo panorama para a educação e desenvolvimento científico no país. Com efeito, para além das universidades, surgiram outros NEABs e grupos correlatos e, hoje, já são notórias realidades nas
instituições de ensino básico, técnico e tecnológico do país. Aos NEABs, NEABIs e Grupos Correlatos surgiram também outras demandas acadêmicas e políticas, dentre os quais, podemos citar: o acesso e a permanência da população negra estudantil nas universidades; maior presença de negrxs em cursos de pós-graduação; a consolidação da área de estudos afro-brasileiros e africanos em suas múltiplas definições e existências na forma de disciplinas obrigatórias, eletivas e optativas em cursos de graduação e, no caso da pós-graduação, na forma de linhas de pesquisa ou programas específicos; e não se pode deixar de mencionar a importância da instalação das comissões de heteroidentificação nos processos seletivos das instituições públicas de ensino.
Assim, no simbólico ano em que celebramos 15 anos do CONNEABs; pautados pelos desafios da conjuntura atual; e conforme deliberado no Encontro de NEABs ocorrido no dia 14/12/2018, deliberação esta ratificada nos termos aprovados pela Assembleia Geral da ABPN de 16/10/2018, realizada no âmbito do X COPENE (UFU-Uberlândia):
– Convidamos todos os membrxs de NEABs, NEABIs e Grupos Correlatos das Regiões Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sudeste e Sul para participar do II ENCONTRO NACIONAL DO CONNEABs, que será realizado nos dias 15 e 16 de julho na Universidade Federal do Pampa (UNIPAMPA), município de Jaguarão, Rio Grande do Sul.
– Solicitamos a atualização dos dados do seu NEAB, NEABI ou Grupo Correlato preenchendo o formulário do link: