PROFESSORES INICIAM A PRODUÇÃO DE UM NOVO E-BOOK

Um novo e-book está sendo produzido pelos professores do curso de Jornalismo da Unipampa. A obra, que está sendo organizada pelos professores Alexandre Rossato Augusti e Roberta Roos, reunirá produções individuais do corpo docente e trabalhos desenvolvidos com a parceria de alunos. O livro tem por proposta editorial as “Perspectivas de ensino, pesquisa e extensão no Jornalismo”, e o lançamento deve ocorrer nos primeiros meses de 2023.

Este será o segundo e-book publicado coletivamente pelo curso. O primeiro, intitulado 15 ANOS DO CURSO DE JORNALISMO, e organizado pelos professores Marco Bonito e Alciane Baccin, com prefácio do coordenador do curso, prof. Leandro Ramires Comassetto, foi lançado em meados de 2022. O livro apresenta uma coletânea de 11 artigos, produzidos por docentes, discentes e egressos da Unipampa.

Por: Diogo Trindade

Jornalistas egressos debatem suas vivências na vida profissional

Como parte das atividades da Semana da Consciência Negra, o curso de jornalismo da Unipampa promoveu uma roda de conversa com egressos que debateram sobre a atuação profissional de jovens negros. O debate foi realizado de forma online, na terça-feira, 22, já que os três convidados estão trabalhando em diferentes estados do Brasil. Participaram como debatedores os egressos Andressa Almeida, Luís Nascimento e Yasmin IaLuny.

Andressa Almeida, trabalha na área de comunicação do Instituto Marielle Franco. Ela falou sobre como foi atuar nos espaços da Unipampa para participar de discussões e ações identitárias. Luís Nascimento, que atualmente trabalha no Estadão, contou sobre o seu projeto potências periféricas, que dá voz a bairros marginalizados. Yasmin IaLuny, que atualmente atua como modelo, contou como foi a sua trajetória em São Borja e quais as dificuldades ela encontrou ao chegar na cidade. Finalizou dizendo a importância de se aproximar a pessoas como ela.

A conversa reforçou pautas importantes acerca da questão étnico-racial e serviu de estímulo para uma abordagem mais descolonizada e acolhedora dentro do espaço universitário.

CONCEITO DO GUIA DE FACULDADES COLOCA O JORNALISMO DA UNIPAMPA ENTRE OS MELHORES DO BRASIL

Laboratório de telejornalismo – Foto: João Gabriel Rangon

O curso de Jornalismo da Universidade Federal do Pampa (Unipampa) recebeu nota 04 no Guia de Faculdades do Estadão, sendo que 05 é a nota máxima.

O Guia de Faculdades constitui-se em uma das avaliações mais respeitadas do país, desenvolvido a partir de uma parceria do Jornal Estado de S. Paulo com a Quero Educação, e tem por objetivo avaliar a qualidade dos cursos de Graduação, presenciais ou a distância, cadastrados no Ministério da Educação, ou seja, todos os cursos do Brasil credenciados pelo MEC.

Coordenadores e professores do Ensino Superior brasileiro atuam como avaliadores voluntários do Guia. O processo de avaliação foca em três aspectos principais: projeto pedagógico, corpo docente e infraestrutura.

Segundo o coordenador e professor do curso, Leandro Ramires Comassetto, o conceito tem importância significativa, pela seriedade com que a avaliação é conduzida e pelo que o Guia representa, visto que é tomado como referência por estudantes de todo o Brasil na hora de optar por uma faculdade/universidade. “O conceito obtido pela Unipampa coloca o curso de Jornalismo entre os melhores do país, sinal de que estamos desenvolvento um trabalho sério e comprometido com a qualidade que a Educação requer.”

Por: Diogo Trindade

UNIPAMPA TERÁ REPRESENTANTE NA FASE FINAL DO PRIMEIRA PAUTA

O aluno do curso de Jornalismo, Micael Dos Santos Olegário, foi um dos selecionados na primeira etapa do projeto Primeira Pauta, do Grupo RBS. Ele representará a Universidade Federal do Pampa (Unipampa) na próxima fase do projeto.

O Primeira Pauta ocorre uma vez ao ano. É uma iniciativa do Grupo RBS que busca encontrar e dar oportunidade a novos talentos do jornalismo. O vencedor é premiado com uma vaga de estágio na empresa. Apenas 15 candidatos de todo o Rio Grande do Sul avançaram para a segunda fase. Nesta etapa, cada um dos finalistas deve enviar um texto no formato de reportagem. O resultado será divulgado no dia 1º de novembro, e os classificados irão participar da “Semana Primeira Pauta”, onde terão a oportunidade de conhecer os bastidores do Jornalismo da RBS.

Micael Dos Santos Olegário, finalista do projeto Primeira Pauta.

Sobre o sentimento de representar a Unipampa nesta competição, Micael relata: “É um sentimento de felicidade e gratidão, o curso de Jornalismo da Unipampa é muito qualificado. Fico muito feliz em poder representar a Unipampa, uma universidade que tem um papel social, um papel de ajudar o desenvolvimento da região do Pampa gaúcho”.

Por Diogo Trindade

CIRCUITO INTERNO COMEMORA OS 16 ANOS DO CURSO DE JORNLISMO

Coordenador do curso de Jornalismo, Leandro Ramires Comassetto – Foto: Eduardo Leite

Em comemoração aos 16 anos do curso de Jornalismo da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), o Diretório Acadêmico de Jornalismo (Dajor) promoveu, na sexta-feira, 21, o Circuito Interno de jornalismo. O evento contou com a participação do corpo docente, que apresentou aos alunos um pouco sobre a história do curso e palestras sobre os projetos realizados. Além disso, atrações culturais também animaram o evento.

Entre as atrações, o professor e coordenador do Curso de Jornalismo, Leandro Ramires Comassetto, fez uma breve retrospectiva sobre os primeiros anos do curso e também mencionou as dificuldades que a Unipampa vem enfrentando devido ao corte de recursos para as Universidades. Os professores(as) Adriana Duval e Miro Bacin apresentaram a coluna Crônicas da cidade, um projeto de pesquisa da Unipampa em parceria com a Folha de São Borja. A professora Sara Feitosa ministrou uma palestra sobre a agência experimental de jornalismo da Unipampa, a i4 Plataforma de Notícias. A professora Alciane Baccin discorreu sobre a Associação Brasileira de Pesquisa em Jornalismo (SBPJor) e sobre o Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Indústria Criativa (PPGCIC) da Unipampa. A professora Roberta Roos e o aluno Micael Olegário apresentaram e contaram a história do Pampa News, webtelejornal educativo feito pelos alunos de Jornalismo. A Banda November foi a atração cultural que animou e encerrou o evento.

O Circuito também marcou a despedida da chapa Comunica, atual equipe do Diretório Acadêmico de Jornalismo (Dajor), que foi responsável pela gestão 2020-2022. Na próxima semana, o Dajor se reunirá com a coordenação do curso para tratar das próximas eleições, e um edital deve ser lançado logo na sequência.

Por Diogo Trindade

Novo PPC contempla as novas demandas do Jornalismo

Curso reformula matriz curricular e cria disciplinas mais focadas nas plataformas digitais, mídias sociais e mercado de trabalho

O curso de Jornalismo da Unipampa está implantando neste ano um novo PPC – Projeto Pedagógico de Curso. Além de contemplar as atividades obrigatórias de extensão, em componente curricular específico e também vinculadas às disciplinas, ampliou a carga horária do curso para 3.200 horas e alterou a matriz curricular de forma a torná-la mais sintonizada com as novas demandas do Jornalismo.

Desde a matriz curricular aprovada em 2014, o curso não adota mais nomenclaturas como a de “jornalismo impresso”, visto que, atualmente a atividade jornalística ocorre tanto nas plataformas impressas quanto digitais. Por isso, os componentes ganharam nomenclaturas como “Produção de Jornal” e “Produção de Revista”, independentemente da forma como ocorre a veiculação.

Agora, outra novidade é a oferta de componentes como “Produção de Jornalismo em Áudio” e “Produção Audiovisual Jornalística”, em substituição a Radiojornalismo e Telejornalismo, tendo em vista as novas demandas comunicacionais, como a produção de Podcasts e vídeos para plataformas diversas, como o Youtube.

A nova matriz curricular também ganhou componentes como “Redes Sociais”, “Produção editorial para Mídias Sociais”, “Gestão e Curadoria de Informações”, “Jornalismo Móvel” e “Laboratório de Jornalismo Convergente”. A disciplina de “Jornalismo de Dados”, por sua vez, passou a ser obrigatória e foi criada a disciplina optativa de “Comunicação e Indústria Criativa”, que objetiva aproximar os alunos formandos do curso com o mestrado de mesmo nome, oferecido pela Unipampa.

Na área da linguagem, com o objetivo de aperfeiçoar a produção textual dos alunos, além dos componentes de “Apuração e Redação Jornalística”, o curso também terá as disciplinas de “Teorias do Discurso” e “Produção de Narrativas Digitais”. A disciplina de Fotojornalismo, por sua vez, passa a se chamar “Narrativas Fotojornalísticas”, também com a finalidade de ampliar o escopo da produção fotográfica no curso.

“Com essas mudanças, o curso de Jornalismo da Unipampa para a oferecer uma matriz muito contemporânea que o coloca na vanguarda dos cursos de comunicação no país”, destaca o coordenador, professor Leandro Ramires Comassetto, enfatizando, além das alterações descritas, a continuidade de disciplinas como “Empreendedorismo em Comunicação”, “Produção Multiplataforma em Jornalismo” e “Estágio Supervisionado em Jornalismo”, que proporcionam uma maior aproximação do aluno com o mercado de trabalho.