Projetos de Extensão

Projeto: Educação em Solos para Crianças
Coordenadora Mirla Andrade Weber
O solo é um recurso natural responsável por diversos serviços ecossistêmicos. Entretanto, o mesmo está perdendo sua qualidade pelos diversos processos de degradação que vem sofrendo. Parte desta degradação é devido ao desconhecimento das propriedades e funções do solo no ambiente por parte da sociedade. Isso se verifica na carência do ensino de solos nas escolas. Diante do exposto, este projeto tem como objetivo principal auxiliar na construção do conhecimento de crianças e jovens do Ensino Fundamental de São Gabriel/RS sobre o solo, suas características, funções no ambiente e formas de degradação para promover uma formação com conscientização ambiental, popularizando e ampliando o conhecimento científico acerca do solo. As atividades serão desenvolvidas na forma de pequenos experimentos sobre as propriedades do solo com alunos do ensino fundamental de escolas municipais do município de São Gabriel/RS nos anos de 2018 e 2019.
Integrantes:
Rosângela S. Gonçalves Nunes; Kellyn Klein; Débora Magalhães de Oliveira Borges; Deborah Victória Medici Meijueiro; Maurício Rodrigues Orquiz; Jander Renato Nascimento Vargas; Elton Danilo Lopes Pereira; Carlos Yuri de Oliveira da Silva;
Iolanda da Luz Duarte
   

 

Projeto: GIDANE: Grupo interdisciplinar de Desenvolvimento Ambiental

Coordenador: André Carlos Cruz Copetti

Muitas atividades que podem ser desenvolvidas em projetos universitários, são anseios da comunidade. Nesse sentido o objetivo desse projeto é reunir uma grupo interdisciplinar para desenvolver atividades de ensino, pesquisa e extensão, que contemplem demandas básicas de secretarias e órgãos públicos para atendimento à população, bem como colocar em práticas ideias de diferentes áreas para oportunizar a participação de estudantes dos diferentes cursos do Campus São Gabriel. Portanto serão desenvolvidos experimentos na área agrícola e ambiental dentro do campus como: controle alternativo de pragas e doenças e hortas e pomares; tecnologias hidráulicas; composteiras, trilhas ecológicas; produção de mudas; etc. Todos com programação para receber visitas da comunidade, principalmente alunos de séries iniciais. Paralelamente ao que será feito no Campus, pretende-se contemplar escolas com plantios de árvores, auxílio em manejo de hortas, jardins e pomares, bem como desenvolver projetos demandados pelas secretarias municipais como: recuperação de áreas degradadas, curtinamento de espaços, estabilização de taludes e desenvolvimento de tecnologias para automação de irrigação de hortas para o exército. A maioria dos itens da proposta já são desenvolvidos pelo grupo GIDANE, que terá sua identidade consolidada nesse projeto, portanto, além da consolidação do grupo, pretende-se desenvolver os produtos: fórmula natural para controle de pragas, sistemas hidráulicos acessíveis e práticos para uso em bombeamento de água e cartilha de como produzir composto em ambientes interno de prédios do campus.

Integrantes: Patrícia de Oliveira Neves; Lunardo Soca Mattos; Wesley Nunes de Moura

Projeto: Biodiversidade: conhecer para respeitar
Coordenadora: Patrícia de Oliveira Neves
Diversidade biológica ou biodiversidade é definida como a variedade de seres vivos e ambientes em conjunto, onde a realização de vários processos ecológicos que ocorrem na natureza depende dos seres vivos e de suas relações. As árvores urbanas têm um aspecto ecológico bastante relevante para a fauna, pois garantem abrigo, diversificação de fontes de alimento e complemento de recursos alimentares para as espécies típicas de matas nativas encontradas próximas aos centros urbanos. A manutenção da biodiversidade é imprescindível para a estabilidade dos processos ecológicos, em que, para conservar e respeitar, é preciso conhecer. Para isso, através de ações pedagógicas pautadas na Educação Ambiental e partindo do elemento vegetal como foco norteador, pretende-se contribuir com a construção de uma sólida consciência ambiental de alunos e educadores de escolas públicas municipais de São Gabriel (RS). Estão previstas diferentes atividades a serem trabalhadas com alunos da pré-escola ao nono ano, como palestras educativas, montagem de herbário, leitura, germinação de sementes, pintura, dentre outras. As ações aquiprevistas correspondem a uma das etapas do projeto de extensão “Onde há verde, há vida!”, que vem produzindo e plantando mudas arbóreas nativas em diferentes locais de São Gabriel, incluindo instituições de ensino, a fim de contribuir com a arborização deste município e com a manutenção da biodiversidade local. Além de trabalhar a dimensão ambiental no contexto escolar, a presente proposta tem por finalidade aproximar as comunidades universitária e escolar, como também fortalecer a parceria entre a universidade, as escolas e o poder público municipal.
Integrantes: André Carlos Cruz Copetti; Bruno Martins Nobilos; Carolina de Souza Lopes; Estéfany Abreu Roballo