Pesquisa

OBSERVATÓRIO DE NARRATIVAS TRANSMÍDIA E WEBSÉRIES NO RIO GRANDE DO SUL
sandromendes
Coordenador: Prof. Dr. Sandro Mendes
Um dos ramos de atuação do produtor e gestor cultural diz respeito à produção audiovisual. Atualmente, o produto audiovisual encara formas variadas de produção e exibição, podendo um produto se utilizar de diferentes plataformas para contar sua história. O presente projeto realiza a observação desses programas audiovisuais seriados, de ficção e documentais, produzidas no Rio Grande do Sul e exibidas durante o ano de 2016. A pesquisa leva em consideração a produção de séries, tanto de televisões abertas, canais pagos, programadoras, canais comunitários e universitários, bem como de produtoras independentes. Levando em consideração a característica transmídia dessas produções, a pesquisa discute a convergência (JENKINS, 2009), a cibercultura (LEVY, 1999) e características de produções seriadas de ficção e documental. Como produto final de pesquisa, será realizado documento com a descrição dos dados observados e análise dos pontos mais importantes relacionados com a produção de séries audiovisuais no Rio Grande do Sul, podendo assim entender o papel do produtor cultural nesse mercado.
Fonte: http://lattes.cnpq.br/3866127361922402

ARTE NA DIVERSIDADE E PRODUÇÃO CULTURAL: PERSPECTIVAS ETNOGRÁFICAS NO CAMPO PSICOSSOCIAL
thomas
Coordenador: Prof. Dr. Thomas Josue Silva
Esta pesquisa de cunho etnográfica busca estudar produções culturais e artísticas no contexto da diversidade psicossocial. Para tanto, aproximamos as contribuições teórico-metodológicas da Antropologia Social com a Produção para fomentar a pesquisa qualitativa na produção do conhecimento interdisciplinar que contribuirá para o (re) pensar os processos sociais de subjetivação, dos novos arranjos de sociabilidade e de ressignificação das aflições e sofrimentos que são expressos através dos dispositivos da produção cultural e da criação artística no contexto psicossocial. Destaca-se a interface da arte e etnografia no contexto psicossocial, como estudo qualitativo das representações e das experiências individuais e coletivas acerca dos sofrimentos e aflições em contextos da diversidade sociocultural. O estudo destas representações apresenta tensionamentos e reflexões sobre a necessidade de desenvolvimento de políticas públicas em cultura que busquem a inclusão social e cultural de novos segmentos sociais a partir da produção artístico-cultural oriunda da diversidade social contemporânea. Desta forma, a pesquisa visa contribuir para a reflexão crítica e interdisciplinar acerca das políticas públicas em cultura destinadas a segmentos sociais vulneráveis, da mesma forma, que poderá ajudar em futuros estudos transversais sobre os processos de medicalização e de estigmatização dos sujeitos em situações de vulnerabilidade psíquica presentes nos contextos da Atenção Psicossocial. Assim como, contribuir para os estudos acadêmicos desenvolvimento cultural em contextos psicossociais a partir da interface da Arte na diversidade.
Fonte: http://lattes.cnpq.br/6690074431045281

POLÍTICA CULTURAL COMPARADA ENTRE BRASIL E URUGUAY
alan
Coordenador: Prof. Ms. Alan Dutra de Melo
Trata-se de um projeto de pesquisa envolvendo as políticas culturais comparadas entre o Brasil e o Uruguay e para tal será utilizado material eletrônico disponível nos endereços eletrônicos do Ministério da Cultura brasileiro www.cultura.gov.br/site/ e no Ministério da Educação e Cultura uruguaio http://mec.gub.uy/ e à partir do comparativo inicial serão verificadas as áreas de atuação dos dois países dentro do feixe das políticas culturais de cada país.
Assim o trabalho inicial envolve a percepção e compreensão do desenho e abrangência dos conceitos e práticas que envolvem a cultura em ambos os países pesquisados inicialmente através dos seus endereços na rede mundial de computadores.
Após cumprida esta parte da pesquisa com apoio bibliográfico para situar os conceitos em questão na horizonte do trabalho de pesquisa será estabelecido o trabalho de campo nas ramificações mais profundas das políticas culturais, ou seja no interior do Brasil em Jaguarão, cidade com 27.391 habitantes de acordo com o IBGE e Rio Branco no Uruguay, também nominado como interior profundo do país com cerca de 13.000 habitantes, fonte: http://www.cerrolargo.gub.uy:8080/web/imcl/rio-branco .
Convém entrelaçar o trabalho no universo que envolve a federação entre os países mencionados, traçando paralelos e buscando informações sobre a configuração das relações entre as cidades fronteiriças e os seus pólos de influência regional, ou seja, Porto Alegre como capital do Rio Grande do Sul e na Cidade de Melo como capital do Departamento de Cerro Largo.
A etapa seguinte do trabalho de campo consiste no contato direto com agentes que trabalham com cultura, mas não somente, com menção necessária aos Secretários de Cultura de Jaguarão e Rio Branco, bem como contatos nos demais entes envolvidos, ou seja, Estado e União de modo ainda a ser detalhado, utilizando entrevistas pessoalmente, em meio digital e por telefone tendo em vista algumas das distâncias envolvidas no decorrer do trabalho..
Fonte: http://lattes.cnpq.br/0089222230213679