Aula Magna do Curso de Ciências Sociais – Ciência Política

Brasil 2017: Crise política, pós-verdade e alinhamento conservador”

No dia 08 de maio de 2017, no auditório do Colégio Estadual Getúlio Vargas às 19 horas, o curso de Ciências Sociais – Ciência Política irá desenvolver a aula magna, “Brasil 2017 crise política – verdade alinhamento conservador”, que será ministrada pelo Prof º Dr. Bruno Lima Rocha Beaklini, professor graduado em Comunicação Social, Jornalismo, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro, e mestrado e doutorado em Ciência Política, pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul. Atualmente atua como professor adjunto do curso de Relações Internacionais da UNISINOS – Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

A crise política no Brasil que se aprofundou no início no ano de 2016, provocou uma mudança irregular de governo, uma intensificação da aplicação do programa neoliberal, e mais de uma onda de protestos. E tudo isso parece ser apenas o começo de um período maior de expressão destas características. De imediato, pode-se dizer que na conjuntura que levou e na qual se deu a queda do governo de Dilma Rousseff estava, de fato, em curso uma crise política. Esta teve três principais fatores: o primeiro foi que, como efeito atrasado da crise econômica de 2008 – na verdade consequente das medidas para estancar essa crise, incluindo subsídios e isenções de impostos para várias empresas grandes; o segundo coube a grupos afiliados a institutos liberais norte-americanos, como o Movimento Brasil Livre – MBL – que viram na falha do governo petista em conter os protestos de 2013 evidências de que este não conseguia mais conter as forças populares, invalidando a estratégia da conciliação de classes; e o terceiro é a Lava – Jato por onde passou boa parte dos desenvolvimentos superestruturais da crise – como o crescimento da reprovação ao governo Dilma, o foco das manifestações de grupos como o Movimento Brasil Livre – MBL , e a desvalorização no mercado das empresas nacionais, mas, inusitadamente, não o processo jurídico que tirou Dilma do poder. Portanto, é sobre a estrutura de uma crise econômica, e com duas formas distintas de pressão por agentes ligados ao imperialismo estadunidense, que se forma uma crise política.

 

 

SEMINÁRIO REGIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS

CONVITE PARA SEMINÁRIO REGIONAL DE POLÍTICAS PÚBLICAS NA CÂMARA DE VEREADORES DE SÃO BORJA-RS..DIAS 07 E 08-04
** Serão emitidos certificados

PROGRAMAÇÃO
7 de abril
8h às 12h – CREDENCIAMENTO
9h – ABERTURA DA AUDIÊNCIA PÚBLICA: PEC da Reforma da Previdência
Orlando Desconsi, Ex-prefeito de Santa Rosa e Ex-deputado federal;
14h30 – I painel: A CÂMARA MUNICIPAL E AS PRERROGATIVAS DOS VEREADORES
Dr. Edison Imar Oliveira Mello, Professor, Consultor Técnico da UVERGS, Auditor Público Externo do TCE/RS, aposentado.
15h30 – II painel: A COM PETÊNCIA E FUNÇÕES DO PODER LEGISLATIVO MUNICIPAL
Des. Genaro José Baroni Borges, Desembargador do Tribunal de Justiça do RS, lotado na 21ª Câmara de Direito Público e Consultor Docente da UVERGS.
16h30 – III painel: O TRIBUNAL DE CONTAS: O ENCERRAMENTO DO EXERCÍCIO – PROCEDIMENTOS E CAUTELAS
Conselheiro MARCO PEIXOTO, Presidente do TCE/RS
(Acompanhado da Equipe Técnica e Diretiva do TCE/RS)

8 de abril

9h – IV painel: COMPETÊNCIAS LEGISLATIVAS MUNICIPAIS
Dr. Silomar Garcia Silveira, Professor, Advogado, Especialista em Direito Público e Advocacia Municipal, Coordenador do Departamento Jurídico da UVERGS;
Dr. Giovane Bortolini, Professor Universitário, Assessor e Consultor de Câmaras, Consultoria Jurídica da UVERGS;
14h –V painel: POTENCIAL PARA O DESENVOLVIMENTO DE NOSSAS CIDADES DE FRONTEIRA:
2º Vice-presidente da Assembleia Legislativa, Deputado Estadual Frederico Antunes;
15h – VI painel: GOVERNO DO ESTADO
Secretário de Transportes – Deputado Estadual Pedro Westphalen
16h – ENCERRAMENTO
Entrega dos Certificados (75%).

Texto e imagem: Ana Possobon

Link para acesso do evento: http://camarasaoborja.rs.gov.br/noticia.php?id_not=2971

Aconteceu na última quarta-feira a votação para coordenação dos cursos

No dia 30, ocorreu a votação para o cargo de coordenadores do curso de Ciências Sociais – Ciência Política, onde foi apresentado uma única chapa, que elegeu a Prof.ª Drª Sara de Sousa Fernandes Epitácio como nova coordenadora, ela é Professora Adjunta da Universidade Federal do Pampa – Unipampa – São Borja. Possui Licenciatura Plena em História pela Universidade Estadual do Piauí (2003), Bacharelado em Ciências Sociais pela Universidade Federal do Piauí (2006) e Especialização em História do Brasil pela mesma instituição (2004). Mestrado em Ciência Política pela Universidade Federal do Piauí (2010). Doutora em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2015), e a Prof.ª Dr.ª Lisianne Sabedra Ceolin como vice – coordenadora que é Professora adjunta da Universidade Federal do Pampa – Unipampa – São Borja. Graduada em Ciências Jurídicas e Sociais pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul (2001). Mestre em Direito pela Universidade de Caxias do Sul (2006). Doutora em Direito pela Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul -PUCRS.

11242783_1362031653822570_6492927111369995374_n servletrecuperafoto

I Seminário (Des)Fazendo Saberes na Fronteira

Aconteceu nos dias 17 e 18 de novembro, o I Seminário (Des)Fazendo Saberes da Fronteira. Durante o evento teve oficinas, palestras e apresentações de trabalhos.
No dia 17 de novembro, ocorreu durante o dia, oficinas sobre Gênero e Diversidade, continuando o evento de noite com palestra na Câmara de Vereadores com o Professor Fernando Seffner.
O evento no dia 18 de novembro, contou com as apresentações de trabalhos, logo à noite palestra com a Professora Bárbara Valle, Denise Silva e mediadora Professora Sara Epitácio.
O evento foi uma arceria com o curso de Ciências Humanas, Serviço Social e Coletivo EmPoderArte.
Crédito da foto: Laísa Pizzutti Beulck

14915643_767978576676912_3287207392529326372_n

Roda de conversa: Precisamos Falar sobre a PEC 55 (241)?

Aconteceu nesta quinta feira dia 10 a roda de conversa sobre a PEC em parceria com o curso de Ciências Sociais – Ciência Política e realização da assessoria do curso.
A roda de conversa foi ministrada pelo professor Beras, que se disponibilizou a explicar sobre do que se trata a PEC, usando uma dinâmica bem clara, mostrando através de dados toda a situação. A PEC 241 ou 55 no Senado é uma proposta do Presidente Michel Temer de estabelecer um limite para os gastos do governo federal para um período de 20 anos, se baseando no orçamento de 2016, sendo controlado por lei. Alguns gastos até poderiam crescer mais do que a inflação, desde que houvesse cortes reais em outras áreas. Na prática, portanto, as despesas do governo não teriam crescimento real. Esse teto de gastos ficaria em vigência pelos próximos 20 anos, a partir de 2017. Mas o congelamento dos gastos público poderá ser revisado após 10 anos.
Tendo ainda uma proposta que prevê algumas punições para os órgãos da união que exagerem nos gastos, como punição a proibição do aumento dos salários dos servidores no ano seguinte, de contratar concurso público, de criar novos cargos ou reestruturar planos de carreira. Para o governo de Temer é necessária essa PEC pois só assim irá controlar gastos que estão crescendo cada vez mais, em pesquisas dos dados do IBGE as despesas do Governo Federal entre 1997 e 2015 teve crescimento de R$ 133 bilhões para R$ 1,15 trilhão, um crescimento de mais de 864%.
Os impactos do estabelecimento desse teto, que será válido por 20 anos a partir de 2017 se aprovado, a PEC 241 configura um quadro muito dramático e de muitos riscos para as conquistas que obtivemos ao longo dos últimos anos. O contingenciamento dos recursos do orçamento podem vir a comprometer o custeio da universidade, em especial toda a parte de segurança. Em segundo lugar, pode levar a uma desestruturação dos laboratórios de pesquisa e uma perda de nossa capacidade de gerar conhecimento no plano nacional e internacional.

20161110_172246 20161110_172220 20161110_172218 20161110_172155 20161110_172152 20161110_172150 20161110_171804 20161110_171803

Evento Buscando Sul reuniu dezenas de pesquisadores na última semana na Unipampa

Durante a semana entre os dias 24 a 28 de outubro aconteceu o IV seminário Internacional de Ciências Sociais – Ciência Política Buscando Sul, onde foram feitos debates e fortalecimentos dos estudos sobre as temáticas de Relações de Fronteira, Políticas Públicas e Pensamento Social no Prata. Seus principais objetivos destacam–se a intenção de fortalecer as redes acadêmicas e científicas entre as Universidades que estão nas margens da bacia do Prata, possibilitando uma melhor compreensão das dinâmicas sociais, relações transfronteiriças e as ações políticas de espaços periféricos que estão ao sul do continente americano, dentro destas áreas foram realizados trabalhos dos alunos participantes nas GTS. Dentro disso,110 trabalhos que foram enviados para o IV Buscando o Sul, estes que estão vinculados a 22 Instituições de ensino superior, técnico e básico de educação, do RS, PR, SC, MS, PE, Moçambique, Guiné Bissau, e Uruguai.

Contaram com a presença de palestrantes Argentinos e Uruguaios que trouxeram conhecimento sobre sua cultura e sociedade para os alunos da Unipampa. Também participaram das mesas professores do campus e professores de outras Universidades Federais e Estaduais que se dividiram nas mesas de discussões pelo período da noite, e oficinas e grupos de trabalho durante o dia que fizeram deste evento um grande sucesso.

 O Seminário Internacional de Ciência Política – Buscando o Sul tem ao longo dos últimos anos realizado reflexões acadêmicas centradas nas áreas de Ciência Política e Relações Internacionais, que dialoga transversalmente com outras áreas das Ciências Humanas, como a História e Geografia, é voltado para graduandos, pós-graduandos e professores, com o intuito de reforçar os laços entre as Instituições de Ensino Superior do Sul da América.

A comissão organizadora do Buscando Sul agradece a comunidade acadêmica participante, parceiros, voluntários e comunidade de São Borja por terem tornado esse evento possível aqui na cidade.

Texto: Assessoria do curso

Foto: Taise Velmud

14947943_1116617125123048_255068668081974985_n

Agradecemos aos participantes, palestrantes, aos que enviaram e aos que apresentaram trabalhos, e também a todos os envolvidos que fizeram o sucesso deste evento acontecer durante estes cinco dias de debate e fortalecimento de estudos sobre as temáticas de Relações de Fronteira, Políticas Públicas e Pensamento Social no Prata no IV Buscando o Sul.
Foram cinco dias de muito aprendizado aos presentes, e esperamos que em 2018 firmamos ainda mais o compromisso de se debater novas temáticas na quinta edição do evento.
A todos, o nosso muito obrigado! 😀

 

14632806_913870792082047_4235997851406307118_n

O último dia do IV Buscando o Sul

O último dia do IV Buscando o Sul aconteceu no dia 28 de outubro, no Campus I da Unipampa São Borja. Pela manhã, aconteceram as oficinas sobre as temáticas “Gestão de documentos públicos” e “A construção da proposta do ensino médio Politécnico no estado do RS”. Pela tarde houve as apresentações dos GT’s 5 e 6, que debateram sobre as temáticas “Análise de Projetos, Programas e Políticas Públicas” e sobre “Estado, Instituições Políticas e Estudos Eleitorais”. Após houve atração musical de encerramento do evento e à noite a mesa de debate sobre a temática: ” Políticas Públicas e a pesquisa na área de conhecimento de Ciência Política”.

Fotos: Diogo Belmonte e Taise Velmud.

 

14595733_735868383227107_7569961720098711023_n 14910296_735868409893771_7672747679826381412_n 14563375_735869003227045_1779972608287412139_n 14907655_735869533226992_6798157882457543663_n 14908273_735869703226975_9022095695349234543_n