Sobre o Curso

Objetivos e concepção pedagógica do curso

Objetivo Geral

Oferecer formação continuada em nível de Especialização aos profissionais da Educação Básica e egressos dos Cursos de Licenciaturas, visando qualificar a atuação docente no contexto político, social, cultural e educacional em que a UNIPAMPA está inserida.

Objetivos Específicos

I- Promover a atualização de estudos e a produção de pesquisas em Educação, visandoq ualificar as práticas pedagógicas e o trabalho docente nas escolas e demais instituições de ensino na região da Campanha Gaúcha.

II– Incrementar a formação profissional de educadores/as, abordando a temática da diversidadecultural como questão estratégica para repensar e reelaborar propostas curriculares e práticas pedagógicas que venham a qualificar a Educação Básica e atender a pluralidade de realidades e interesses das comunidades escolares.

III – Fomentar a produção acadêmico-científica (artigos científicos) na área da inclusão e
diversidade cultural por meio de pesquisas desenvolvidas pelos/as estudantes.

Concepção Pedagógica do Curso

O Curso de Especialização em Educação e Diversidade Cultural fundamenta-se numa
concepção de educação como processo de formação humana, interativo, criativo e permanente que, inspirado nas políticas de inclusão, exige mudanças nos currículos e nas práticas pedagógicas capazes de transformar o pensamento iluminista, elitista e excludente que ainda marcam a sociedade ocidental e o trabalho na escola, de modo a promover a plena democratização nos processos de construção do conhecimento e da cultura escolar.

Para tanto, a base curricular do referido Curso foi construída numa perspectiva multicultural e busca inserir o estudo e o debate das diferenças culturais no trabalho pedagógico proposto, entendendo-as como processos discursivos produzidos nas relações sociais e humanas, os quais criam representações e sentidos que podem gerar exclusões e inclusões. Pretende-se que, as diferenças culturais sejam colocadas em questão, debatidas, analisadas e não apenas toleradas ou respeitadas. Voltado às políticas de inclusão, o Curso oferecerá apoio pedagógico especializado aos discentes com necessidades educacionais especiais que nele estiverem inseridos.

Buscando analisar os processos discursivos das diferenças culturais e das relações de poder-saber que as constroem e sustentam, propõem-se um currículo que trate de questões como: relações de poder e saber globais, regionais e locais que constituem valores culturais e processos de subjetivação, bem como, os discursos pós-modernos que reformulam o pensamento científico e produzem novas demandas para a educação, ciência e cultura.

O currículo do Curso está organizado em três módulos, cujos conjuntos de componentes
curriculares e conhecimentos trabalhados, assim como as demais ações e interações promovidas durante o processo formativo, evidenciam a integração das práticas  pedagógicas, efetivadas e articuladas em torno dos objetivos do Curso.

Nesse sentido, propõem-se a integração de distintas áreas do conhecimento e temáticas,
através de práticas pedagógicas interdisciplinares, uma vez que as atividades de planejamento, execução e avaliação do ensino no conjunto de componentes que compõem os módulos ocorreram de forma articulada. A base curricular do Curso também propicia o estudo de temáticas transdisciplinares, como: inclusão, formação estética, gênero e sexualidade, educação e saúde, movimentos sociais, relações étnico-raciais, educação formal e não-formal, cibercultura, produção de imaginários sociais, identidade e diferença. Além do ensino, o Curso está voltado à formação de educadores/as pesquisadores/as, entendendo-se que, no contexto político e cultural atual não cabe separar a profissionalização, da formação e atuação na pesquisa. Assim, a pesquisa torna-se um instrumento teórico-prático capaz de incrementar a formação docente e ampliar a produção científica no campo da educação.