Seleção de Bolsas 2017-1

A Comissão Coordenadora, seguindo a Resolução do PPEng 01-2016 referente aos critérios de distribuição de Bolsas, concluiu:

1- Priscila Baruffi Ribeiro (9,48) – Bolsa Capes
2- Regis Zorzo (9,39) – Bolsa Capes
3- Fernanda Bitencourt Franco (8,52) – Bolsa Capes
4- Mariene Rochefort Cunha (8,33) – Bolsa Capes
5- Daniela Danigno Konradt (8,08) – Bolsa Capes
6- Antonio Robson de Lima Nunes (8,00) – Auxilio Unipampa
7- Juliana Calage Quevedo (7,91) – Auxilio Unipampa
8- Diego Marisco Perez (7,79)
9- Juliane da Silva Dávila (7,75)
10- Luis Francisco da Silva Morales (7,71)
11- Marcelo Ramos Netto (7,71) – Auxilio Unipampa 2016-2
12- Renato Camponogara Panziera (7,60)
13- Sheila Bonetti (7,38)
14- Eduardo de Almeida Porto (7,35)
15- Paulo Fernando Escobar Paim (7,11)
16- Mauricio Thomas (7,10)
17- Fernanda Pasini dos Santos (7,08 )

Cabe mencionar que não foram analisados os alunos que explicitaram não querer bolsa nas seleções de ingresso ao Programa, ou impossibilitados segundo a resolução antes mencionada.

Alunos homologados no regime especial do PPEng 2017/01

Alunos homologados no regime especial do PPEng 2017/01

Anderson Ferreira Diniz (Ciência dos Materiais)
Carla Novello (Mecânica dos fluidos viscosos)
Cassio Massuquini da Silveira (Mecânica dos fluidos viscosos,  Planejamento experimental e otimização de processos, Turbulência e camada limite planetária)
Clarissa Saldanha Vessozi (Fundamentos de mecânica dos sólidos)
Danielli Duó (Planejamento experimental e otimização de processos)
Edison Jhonatan Regina Moura (Métodos Matemáticos para Engenharia)
Jaderson Luis Dos Santos Gonçalves (Fundamentos de mecânica dos sólidos, Ciências dos materiais)
Maicon Fonseca Andrades (Mecânica dos fluidos viscosos, Turbulência e camada limite planetária)
Nilton Fabiano Gelos Mendes Cimirro (Ciências dos materiais, Planejamento experimental e otimização de processos)
Renata Morais Japur (Ciências dos materiais, Planejamento experimental e otimização de processos)
Rosiéli Ribeiro Jardim (Ciências dos materiais, Planejamento experimental e otimização de processos)

Os candidatos que solicitaram disciplinas sem bagas ou que reprovaram disciplinas no regime especial anteriormente, não foram homologados.

Matrículas de 06 a 08/03

Inscrições para alunos em regime especial 2017/01

As inscrições para alunos em regime especial serão realizadas de 16 a 20/02, conforme calendário acadêmico e as matrículas dos alunos selecionados serão de 06 a 08/03, nas secretarias acadêmicas.

As orientações para os candidatos interessados estão postadas no site da PROPG, no link: http://porteiras.r.unipampa.edu.br/portais/prpg/manuais-e-procedimentos/procedimentos-para-matricula/

Segundo às normas vigentes da Unipampa é possível fazer 8 créditos em regime especial.

Na inscrição devem solicitar que disciplinas querem fazer em esse regime (por ordem de  prioridade). Podem solicitar mais de 8 créditos casso não tenha vaga alguma das disciplinas.

Casso hajam menos vagas disponíveis que candidatos em uma disciplina, a seleção será feita em função do histórico do candidato.

 

Horários PPEng 2017-01

Datas de matrícula no Calendário Pós-graduação 2017

Terças-feiras:

  • Métodos Matemáticos para Engenharia (4 créditos, PPEng-PPGEE), Prof. Luis Armas, 8:30 -12:30 hs. Sala 201 NTIC

Quartas-feiras:

  • Fundamentos de mecânica dos sólidos (4 créditos), Prof. Luis Kosteski, 8:30 -12:30 hs.Sala 201 NTIC

Quintas-feiras:

  • Mecânica dos fluidos viscosos (4 créditos, obrigatório para a área de concentração de Fenômenos de Transporte) Prof. Felipe Denardin, 8:30-12:30 hs. Lab. 1
  • Ciências dos materiais (4 créditos, obrigatório para a área de concentração de Tecnologia de Materiais), Prof. Roca Bruno, 8:30-12:30 hs. Sala 201 NTIC
  • Planejamento experimental e otimização de processos (2 Créditos, obrigatório para todos), Prof.  Marco Tier, 13:30-15:30 hs. Lab. 1

Sextas-feiras:

  • Técnica de caracterização dos materiais I (2 créditos), Prof. Flavio Pavan, Aulas presenciais em Bagé dias 31/03; 28/04 e 12/05.
  • Turbulência e camada limite planetária (2 Créditos), Prof. Virnei Moreira, Aulas presenciais em Alegrete (Sala 313) e no restante dos dias aula por Webconferencia.

Resultado do processo seletivo para ingresso no PPEng no primeiro semestre de 2017

Os candidatos aprovados no processo seletivo de 2017/01 para o PPEng são, por professor e ordem de mérito:

Área de concentração: Fenômenos de Transporte Área de concentração: Tecnologia de Materiais
Vagas Nota Nome de professor orientador Vagas Nota Nome de professor orientador
02   Cesar Flaubiano da Cruz Cristaldo 02   Flávio André Pavan
93,89 REGIS ZORZO 83,26 MARIENE ROCHEFORT CUNHA
90,69 RAFAEL PEREIRA BIANCHIN (*) ———
1 suplente 89,82 CARLA NOVELLO 01   Jacson Weber de Menezes
2 suplente 80,76 DANIELA DANIGNO KONRADT ———
02   Felipe Denardin Costa 01   Jorge Luis Palácios Félix
89,82 CARLA NOVELLO ———
80,76 DANIELA DANIGNO KONRADT 02   Luis Eduardo Kosteski
02   Gabriela Silveira da Rosa 88,01 CARLA DRIELY MORSCH SANTOS
94,76 PRISCILA BARUFFI RIBEIRO (*) 74,40 JORDANA BAZZAN (*)
——— 1 suplente 70,98 MAURICIO THOMAS
01   Luiz Eduardo Medeiros 01   Luis Enrique Gomez Armas
——— 70,81 FERNANDA PASINI DOS SANTOS
01   Virnei Silva Moreira 02   Marco Antônio Durlo Tier
71,12 PAULO FERNANDO ESCOBAR PAIM 79,07 JULIANA CALAGE QUEVEDO
76,01 RENATO CAMPONOGARA PANZIERA
01   Tonilson de Souza Rosendo
85,24 FERNANDA BITENCOURT FRANCO (*)
01   Wang Chong
———

(*) candidatos que estão participando de outros processos seletivos

Aviso: Tem-se uma previsão de 4 bolsas para os ingressantes de 2017. Assim que vão se formando mais alunos bolsistas irão se liberando bolsas.

Att.

Comissão Coordenadora

Resultados Peliminares da Avaliação escrita de conhecimento específico por área

Os candidatos que atingirem o equivalente a 50% da pontuação da avaliação escrita de conhecimento específico por área são:

Tecnologia de Materiais:

CARLA DRIELY MORSCH SANTOS
FERNANDA BITENCOURT FRANCO
FERNANDA PASINI DOS SANTOS
JORDANA BAZZAN
JULIANA CALAGE QUEVEDO
MARIENE ROCHEFORT CUNHA
MAURICIO THOMAS
RENATO CAMPONOGARA PANZIERA

Fenômenos de transferência:

CARLA NOVELLO
DANIELA DANIGNO KONRADT
PAULO FERNANDO ESCOBAR PAIM
PRISCILA BARUFFI RIBEIRO
RAFAEL PEREIRA BIANCHIN
REGIS ZORZO

Resultado Final até 31/10

Período de Solicitação de matrículas em Regime Especial Fevereiro de 2017.

Data da apresentação do projeto e avaliação oral 18/11/2016, 9:00 hs, sala 201 NTIC Campus Alegrete (trazer carta de intenção de aceite de pelo menos um professor do PPEng com Vaga)

 

PPEng tem trabalho prêmiado no XV encontro da SBPMat

http://porteiras.unipampa.edu.br/alegrete/index.php?option=com_content&view=article&id=942:ppengpremiado&catid=1:noticias-unipampa&Itemid=62

O artigo intitulado “Study on the applicability of Friction Stir Spot Welding of AA6060-T5 using the Taguchi method” foi premiado, no XV encontro da Sociedade Brasileira de Pesquisa em Materiais realizado em Campinas-SP entre os dias 25 a 29 de Setembro, o prêmio Bernard Gross é concedido ao melhor trabalho de cada simpósio e os 5 melhores da reunião anual é concedido o prêmio American Chemical Society (ACS). Confira os vencedores.

O PPEng parabeniza os autores Carlos Gracioli Aita, Tonilson de Souza Rosendo, Aldoni Gabriel Wienhoft, Isadora Góss e Marco Durlo Tier pelo trabalho e agradece por representarem tão bem o nome da Universidade e do Programa, destacando-se o Aluno Carlos Aita pela premiada apresentação.

Prêmio Bernhard Groos

Pai da pesquisa em eletretos.

O processo de soldagem ponto por fricção-mistura mecânica (Friction Stir Spot Welding – FSSW) é uma técnica recente, que foi desenvolvida pela Mazda em parceria com a Kawasaki. Atualmente muitos estudos, ao redor do mundo, estão sendo desenvolvidos para aperfeiçoar esse processo de soldagem para aplicações em indústrias de diversos ramos, nos explica Aita.

Prêmio ACS

Reconhecimento da American Chemistry Society às 5 melhores contribuições

Em 1933, o engenheiro e físico de Sttutgart (Alemanha) Bernhard Gross, 28 anos, veio para o Brasil. Após ter desenvolvido algumas pesquisas sobre raios cósmicos, como colaborador, e constatando que era difícil conseguir um emprego como físico em seu país de origem, o jovem de 28 anos tinha decidido tentar a vida no Brasil. Nesse momento Gross já possuía algumas publicações científicas. Por que Gross veio ao Brasil, na época, tinha pouquíssimas instituições, infraestrutura e recursos humanos para pesquisa? Numa entrevista realizada em 1976, Gross relatou que seu interesse pelo Brasil surgiu na infância, durante uma viagem que realizou com a família pelas cidades do Rio de Janeiro, São Paulo, Porto Alegre e Pelotas, e na qual sentiu um gostinho de aventura e romantismo. Em janeiro de 1934 obteve seu primeiro emprego, no Instituto de Meteorologia. No mesmo ano, publicou o primeiro de seus artigos científicos. Em 1999, com 94 anos, publicaria o último de cerca de duzentos.

O conhecimento desenvolvido por Gross sobre eletretos permitiu o avanço nas aplicações industriais, o microfone de eletretos, Gerhard Sessler e James West utilizaram a teoria desenvolvida por Gross e o método descrito por ele para carregar materiais por meio de feixes de elétrons. Mas os pesquisadores dos laboratórios Bell utilizaram como matéria-prima folhas de teflon, material cujas propriedades mecânicas, baixíssima condutividade e possibilidade de ser fabricado em finas folhas permitiram sua aplicação no microfone. A fina folha de teflon, carregada, move-se pela ação das vibrações sonoras e induz cargas elétricas, transformando vibrações sonoras em vibrações elétricas.