Perfil do egresso

O perfil do Bacharel em Geologia é o de um profissional que busca suprir as demandas por recursos da natureza, como recursos minerais, hídricos, petróleo, carvão, gás natural, entre outros, com responsabilidade voltada para o desenvolvimento sustentável. O Geólogo é um dos profissionais que apresenta excelente compreensão da natureza de forma holística, desempenhando uma parte importante na solução de problemas ambientais, além de compreender a evolução e origem da Terra do macro-cosmo ao microcosmo.

A Geologia permite uma visão de planejamento e gestão ambiental e territorial em relação às melhores formas de usos e ocupação, assim como de ordenamento territorial.

As inter, multi e transdisciplinaridade típicas da formação do Geólogo fazem com que este profissional tenha conhecimentos básicos, específicos e profissionalizantes para atuar na solução de problemas sociais, econômicos e ambientais.

As atividades em gabinete, campo e laboratório desenvolvidas durante a formação do Geólogo permitem um contato direto com os fenômenos naturais e com a natureza, permitindo a compreensão dos fenômenos geológicos no passado e do presente.

O Brasil, se comparado com alguns outros países de destaque internacional, possui lacunas de conhecimento acerca do potencial e da disponibilidade de recursos naturais. Isso ocorre devido as dimensões continentais do país e da carência de profissionais. Muitos recursos minerais, ainda desconhecidos no território nacional, são importados para suprir as demandas do mercado interno. Existe clara carência de profissionais das Geociências no Brasil para suprir as demandas de consumo atuais e futuras.

O egresso do curso de Geologia deverá ser capaz de:

  • abordar, com atitude investigativa, os problemas tradicionais de Geologia e os novos problemas acarretados principalmente pelo uso indevido do terreno e abarcar fenômenos do cotidiano e/ou de interesse puramente acadêmico, partindo de princípios e leis fundamentais, com preocupação quanto a forma de transmitir idéias, conceitos e teorias pertinentes;
  • possuir habilidades específicas para atuar em projetos de  pesquisa na área, habilidades estas desenvolvidas nas componentes curriculares de formação específicas e profissionalizantes em Geologia e nas atividades de iniciação científica, além de ter uma sólida formação em cultura geral e humanidades;
  • possuir conhecimento sólido e atualizado em Geologia, assim como ser um profissional com capacidade para buscar a atualização de conteúdos em Geociências, através da educação continuada, pesquisa bibliográfica e uso de recursos computacionais e internet; e
  • ser capaz de manter postura ética de atuação profissional, que inclua a responsabilidade social e a compreensão crítica da ciência e educação, como fenômeno cultural e histórico.

Resumindo, espera-se que o egresso em Geologia tenha uma formação acadêmica sólida de cunho generalista e humanística, que os egressos sejam sujeitos conscientes das exigências éticas e de relevância pública e social dos conhecimentos, habilidades e valores adquiridos na vida universitária, que os egressos sejam capazes de inserir  tais habilidades e valores em seus respectivos contextos profissionais, de forma autônoma, solidária, crítica, reflexiva e comprometida com o desenvolvimento local, regional e nacional sustentável, objetivando a construção de uma sociedade justa e democrática.

Cabe esclarecer, ainda, que a profissão de geólogo foi regulamentada pela lei Federal n° 4.076, de 23/06/1962. A lei Federal n° 4.076, de 23/06/1962 estabelece as competências de atuação do Bacharel em Geologia abaixo descritas:

“O profissional da área de geologia pode atuar nas seguintes áreas de conhecimento das Ciências da Terra:

  • na pesquisa de recursos da Terra voltados a prospecção de minerais para indústria, comércio, energéticos, substâncias fósseis, minerais com aplicação na construção civil, minerais ornamentais, gemas, entre outros;
  • nos estudos ambientais com a finalidade de proteção e manejo do meio ambiente;
  • no ensino de geologia em cursos de Geologia e em áreas do conhecimento que utilizam a informação geológica;
  • na geotécnica em atenção a projetos de engenharia civil; e
  • em projetos multidisciplinares que necessitam da informação geológica.”