Projetos de Ensino, Pesquisa e Extensão

Coordenadora:  Profª. Drª. Rosilaine Coradini Guilherme
 Projeto de Extensão: 
  • Formação e Assessoria em Políticas Sociais no município de São Borja-RS.
    – Objetivo Geral: Instituir ações  de  formação  e  assessoria  aos  profissionais  cujos  espaços ocupacionais  envolvam  a  gestão,  a  implementação e  a  avaliação  das  políticas  sociais,  no  intuito  de  fortalecer  a intersetorialidade,  o controle social e os respectivos atendimentos prestados à população de São Borja-RS.  – Objetivos Específicos: Instituir um grupo de estudo com a finalidade de promover a reflexão crítica acerca de categorias teóricas vinculadas ao tema  políticas  sociais   intersetorialidade,  além  de  temáticas  emergentes  contemporâneas  de  interesse  dos discentes, no sentido de ampliar a produção e experiências acadêmicas;
    Realizar mesa-redonda com a participação de profissionais que atuam junto às políticas sociais,  visando  a  socialização  de  experiências  e  a  construção  de 
    estratégias  intersetoriais  no  âmbito  do acesso ao sistema de proteção social;
    Ofertar curso  de  curta  duração  aos  profissionais  que  atuam  no  âmbito  das políticas sociais, a fim de fomentar subsídios teórico-prático que ampliem conhecimentos e impulsionem intervenções profissionais qualificadas;
    Fomentar o papel da Universidade em atuar na transformação da realidade social, em vista das atividades propostas propiciarem a troca de conhecimento teórico-prático entre docentes, discentes e comunidade local.
Equipe executora:  Profª. Drª. Rosilaine Coradini Guilherme
 Profª. Drª. Elisângela Maia Pessôa
____________________________________________________________
Coordenadora: Profª. Drª. Simone Barros Oliveira 
Projeto de Extensão
  • Práticas Restaurativas no enfrentamento à Violência Doméstica: Os CEJUSCs da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul.

Objetivos:

-Mapear a instituição da justiça restaurativa no enfrentamento à violência doméstica nos CEJUSCs na Região da Fronteira Oeste do Estado do Rio Grande do Sul;

-Identificar a contribuição da justiça restaurativa para a prevenção da violência doméstica;

– Verificar se há diminuição de reincidência em situações de violência doméstica-praticadas por homens agressores;

– Publicizar os impactos da cultura patriarcal na vida dos agressores e de suas famílias nas práticas do uso da violência;

– Acrescentar novas contribuições aos estudos de violência de gênero na Fronteira Oeste do Estado do Rio Grande do Sul.

  • Fomento: Pró Reitoria de Pesquisa, Pós graduação e Inovação – PROPPI

Projeto de Extensão:

Cultura de Paz e Métodos Autocompositivos

A proposta emitida ao edital agrega estudos do Grupo de Pesquisa Educação Direitos Humanos e Interseccionalidades, que objetiva fortalecer o tripé da formação acadêmica, em parceria com o Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania/CEJUSC.
Entende-se a extensão como um eixo fundamental para que o(a) acadêmico(a) aprofunde seu conhecimento em execução e formulação de políticas públicas, via ações Considerando que as ações tem relação direta com o ensino e a pesquisa, a participação vai oportunizar aos estudantes, estudos e ações articulados ao fortalecimento da mobilização e participação da sociedade civil na luta pelo enfrentamento estratégico da violência de gênero.extensionistas com base em subsídios teórico-práticos.

  • Fomento: Programa de Fomento a Extensão: PROFEXT

Projeto de Extensão

Práticas Restaurativas e Violência Doméstica: instituindo a comunicação não violenta.

Objetivo Geral

Desenvolver círculos de construção de paz a homens agressores denunciados pela Lei Maria da Penha, com a finalidade de reduzir os índices de reincidência de violência doméstica.

Objetivos Específicos

Oportunizar momentos de escuta, orientação e reflexão em relação as tipificações de violência elencadas na Lei Maria da Penha;

Diminuir os índices de violência e reincidência em situações de violência doméstica;

Identificar os motivos que levaram os agressores a cometerem situações de violência em âmbito doméstico;

Refletir sobre os impactos causados na vida dos agressores e de suas famílias pela prática de atos violentos.

  • Fomento: Pró-Reitora de Extensão e Cultura – PROEXT
____________________________________________________________

Projeto de Extensão: Redução de Danos em São Borja

Coordenador: José Wesley Ferreira
Início Previsto: 24/10/2018 Término Previsto: 10/12/2019
Área de conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas
Área Temática: Saúde
Área Temática Secundária: Educação
Linha Temática: Saúde Humana
Cursos envolvidos – Serviço Social

Detalhes da Ação

Palavras-chave: Redução de Danos; Saúde; Território
O projeto será executado de modo articulado com o movimento social Girassol na operacionalização de seu trabalho com redução de danos com profissionais do sexo e jovens na cidade de São Borja. As ações de redução de danos irão ocorrer no território no qual os sujeitos trabalham, residem e vivem, incluindo espaços de lazer e recreação como em festas, praças e bares, dentre outros espaços públicos. As abordagens serão perpassadas pela distribuição de preservativos, seringas e copos descartáveis para produção de cachimbos. Essas abordagens ocorrerão após à aproximação com a realidade desses sujeitos que objetiva conhecer como se territorializam com fins de potencializar a autonomia dos mesmos e promover o autocuidado em saúde, reduzindo danos a contaminação de doenças sexualmente transmissíveis e ao uso de drogas. Também será realizada atividades de captação de recursos, através da elaboração de projetos para concorrer a editais de instituições públicas e privadas para potencializar as ações de redução de danos do movimento social Girassol. Além disso, serão realizados saraus e teatros no território no qual os sujeitos vivem, com o intuito de produzir saúde na comunidade local.

Equipe Executora

Tipo – Nome Integrante
Colaborador externo – Flávia Pazuch Pinto
Colaborador externo – Lins Robal
Colaborador externo – Tiago Goia da Rocha
Docente – José Wesley Ferreira
Técnico – Alexander Sire Lima
Discente – Andréa Cristina Silvano da Silva
Discente – Isac de Araújo Rocha
Discente – Jorge Mateus da Silveira Santos
Discente – Yuri Goya Santana

____________________________________________________________

Projeto de Ensino Gênero em Debate
Coordenador: JAQUELINE CARVALHO QUADRADO
Início Previsto: 20/03/2019 Término Previsto: 31/12/2019
Área de conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas
Cursos envolvidos: Ciências Sociais – Ciência Política
Especialização em Políticas e Intervenção em Violência Intra
Serviço Social

Detalhes da Ação

Palavras-chave: Gênero; Sexualidade; Diversidade; Universidade.

A universidade como um dos principais equipamentos sociais, tem sido desafiada cotidianamente a articular o conhecimento que é trabalhado no contexto acadêmico com a realidade social das/os alunos, ou seja, seus problemas e suas necessidades sociais. Neste sentido, torna-se essencial e fundamental o oferecimento de ações sociais para as/os universitários para conhecer sua realidade, encurtando a distância que as separa do universo social educacional e de melhores possibilidades de inserção no mundo de trabalho. O curso de Serviço Social tem seu viés de formação em uma perspectiva de leitura crítica da realidade da sociedade por esse motivo visa fomentar as discussões em questões interseccionais que perpassam a vida humana, dentre elas: gênero, sexualidade, relações étnico-raciais, direitos humanos, geracional, direitos das mulheres e dos LGBTTIQ+. A discussão dos temas gênero, sexualidade, orientação sexual e identidade de gênero ainda são temas considerados “tabus” entre muitos professores e professoras, mas estão presentes dentro da realidade universitária. A presente proposta tem como objetivo formar e possibilitar uma reflexão sobre os temas supracitados. Além disso, destaca-se a importância da discussão das temáticas em sala de aula e nos espaços acadêmicos, visto que a universidade pública brasileira é um lugar onde a diversidade vem se manifestando. Nesse sentido, formar futuros profissionais que saibam compreender os mais diversos sujeitos e atuar para que eles sejam acolhidos, respeitados e emancipados no ambiente universitário, no espaço de convívio social e na sociedade é imprescritível para a garantia dos direitos assegurados pela Constituição Federal de 1988.

Equipe Executora

Tipo – Nome Integrante
Docente – JAQUELINE CARVALHO QUADRADO
Técnico – Marilice Corte
Discente – Ewerton da Silva Ferreira

A Profa. Dra. Jaqueline Carvalho Quadrado também coordena as seguintes ações na rede social facebook:
Mulheres Sem Fronteiras: O Programa de Extensão intitulado “MULHERES SEM FRONTEIRAS: Articulando a Rede no Enfrentamento à Violência Contra a Mulher no Município de São Borja – RS”
Grupo Amuleto: O projeto oferece oficina semanais com teatro, dança e música.
Gênero e Diversidade na Escola: Tem o objetivo de formar educadoras/es e demais profissionais que compõe a rede pública de educação básica nos temas diversidade, gênero, sexualidade e etnia.
II Seminário Desfazendo Saberes na Fronteira: Organizado pela Universidade Federal do Pampa, o Seminário (DES)FAZENDO SABERES NA FRONTEIRA: IDENTIDADE, DIVERSIDADE E DIREITOS HUMANOS é um evento acadêmico-científico que, contempla as áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes, dentre outras áreas do conhecimento.
GEEP Grupo de Ética, Educação e Política: O GEEP é um Grupo de Pesquisa da Universidade Federal do Pampa, Campus São Borja que conta pesquisadores dos cursos de Ciências Humanas – Licenciatura, Ciências Sociais – Ciência Política, Serviço Social, Mestrado Profissional em Políticas Públicas e servidores técnicos administrativos em educação das mais diversas áreas do conhecimento.
O GEEP tem em seus objetivos a problematização, discussões, ensino, extensão e pesquisa de maneira inter/multidisciplinar para potencializar as discussões em torno dos temas gênero, sexualidade, diversidades, inclusão e relações étnico-raciais.

____________________________________________________________

Projeto de Pesquisa O estado da arte acerca da produção de conhecimento em Serviço Social: particularidades e singularidades
Coordenador: JAQUELINE CARVALHO QUADRADO
Início Previsto: 20/03/2019 Término Previsto: 20/03/2022
Área de conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas
Grupo de Pesquisa: Grupo de Pesquisa em Políticas Sociais, Questão Social e Relações de Exploração/Opressão
Cursos envolvidos
Serviço Social

Detalhes da Ação

Palavras-chave: formação; serviço social; identidade.

A pesquisa visa problematizar, a partir de uma perspectiva sócio histórica, “O estado da arte acerca da produção de conhecimento em Serviço Social, no que se refere à categoria formação em Serviço Social: particularidade e singularidades”. Para tanto será realizada revisão bibliográfica relativa às categorias identidades, formação profissional em Serviço Social; e pesquisa documental, a fim de identificar o modo de incorporação e o lugar que os estudos de diferentes áreas ocupam no Projeto Político Pedagógico, na matriz curricular e nos trabalhos de conclusão de curso do curso de Serviço Social da Universidade Federal do Pampa (RS). Parte-se da premissa que as identidades são construídas e reconstruídas ao longo das trajetórias de vidas dos sujeitos, em conexão com o contexto econômico, sócio histórico, cultural, ao mesmo tempo, também tem relação com a sua subjetividade, pela qual se expressa como cada sujeito singulariza e vivencia suas experiências, como singulariza sentimentos, valores e hábitos. Entender o processo de formação profissional requer inscrever a profissão no movimento histórico da sociedade. Assim, é preciso ultrapassar a análise do Serviço Social como profissão e área de conhecimento em si mesmo, para situá-lo no contexto de relações mais amplas, constitutivas da sociedade capitalista, particularmente no âmbito das respostas que a sociedade e o Estado constroem frente à questão social e às suas manifestações, em suas múltiplas dimensões.

Equipe Executora

Tipo – Nome Integrante
Docente – JAINA RAQUELI PEDERSEN
Docente – JAQUELINE CARVALHO QUADRADO
Discente – Vanessa Patta

A Profa. Dra. Jaqueline Carvalho Quadrado também coordena as seguintes ações na rede social facebook:
Mulheres Sem Fronteiras: O Programa de Extensão intitulado “MULHERES SEM FRONTEIRAS: Articulando a Rede no Enfrentamento à Violência Contra a Mulher no Município de São Borja – RS”
Grupo Amuleto: O projeto oferece oficina semanais com teatro, dança e música.
Gênero e Diversidade na Escola: Tem o objetivo de formar educadoras/es e demais profissionais que compõe a rede pública de educação básica nos temas diversidade, gênero, sexualidade e etnia.
II Seminário Desfazendo Saberes na Fronteira: Organizado pela Universidade Federal do Pampa, o Seminário (DES)FAZENDO SABERES NA FRONTEIRA: IDENTIDADE, DIVERSIDADE E DIREITOS HUMANOS é um evento acadêmico-científico que, contempla as áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes, dentre outras áreas do conhecimento.
GEEP Grupo de Ética, Educação e Política: O GEEP é um Grupo de Pesquisa da Universidade Federal do Pampa, Campus São Borja que conta pesquisadores dos cursos de Ciências Humanas – Licenciatura, Ciências Sociais – Ciência Política, Serviço Social, Mestrado Profissional em Políticas Públicas e servidores técnicos administrativos em educação das mais diversas áreas do conhecimento.
O GEEP tem em seus objetivos a problematização, discussões, ensino, extensão e pesquisa de maneira inter/multidisciplinar para potencializar as discussões em torno dos temas gênero, sexualidade, diversidades, inclusão e relações étnico-raciais.

____________________________________________________________

Projeto de Extensão MULHERES SEM FRONTEIRAS
Coordenador: JAQUELINE CARVALHO QUADRADO
Início Previsto: 20/03/2019 Término Previsto: 10/03/2022
Área de conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas
Área Temática: Direitos Humanos e Justiça
Área Temática Secundária: Direitos Humanos e Justiça
Linha Temática: Grupos Sociais Vulneráveis
Cursos envolvidos
Ciências Sociais- Ciência Política
Especialização em Políticas e Intervenção em Violência Intra
Serviço Social

Detalhes da Ação

Palavras-chave: Mulheres; LGBTTIQ+; Diversidade; Direitos Humanos.

O Programa tem por objetivo promover a educação em direitos humanos das mulheres e de LGBTTIQ+, a fim de potencializar a autonomia, o enfrentamento a violência de gênero, e o reconhecimento de direitos sociais, políticos, econômicos e culturais. As ações do projeto têm como referencial teórico-metodológico a perspectiva de gênero. A violência contra a mulher e LGBTTIQ+ é entendida como violação dos direitos humanos e conceituada como qualquer ação ou conduta, baseada no gênero, que cause morte, dano ou sofrimento físico, sexual ou psicológico à mulher, tanto no âmbito público como no privado. Portanto, a situação de violência em que as mulheres e LGBTTIQ+ se encontram está relacionada a fatores de ordem cultural, educacional, social e política, uma condição que pode ser alterada a partir de políticas públicas que trabalhem na perspectiva de superação das desigualdades entre os gêneros. A violência contra a mulher e LGBTTIQ+ tem implicação em todas as políticas públicas, seja a de saúde, de assistência social, de educação e de segurança pública, pois, quando a mulher ou o LGBTTIQ+ sofrem violência, uma série de serviços precisam ser acionados para garantir seus direitos.

Equipe Executora

Tipo – Nome Integrante
Docente – JAQUELINE CARVALHO QUADRADO
Docente – Lisianne P. Sabreda Ceolin
Técnico – Marilice Cortes
Discente – Eduardo Lima
Discente – Emanuele Salgado Farias
Discente – Ewerton da Silva Ferreira
Discente – Leonardo Macedo Rodrigues
Discente – Luiza Elizele Nunes da Luz

Público-alvo

Descrição Público-alvo – Quantidade
Profissionais da educação básica – 50
Estudantes da educação básica – 600
Mulheres – 100
Adolescentes e jovens – 100

A Profa. Dra. Jaqueline Carvalho Quadrado também coordena as seguintes ações na rede social facebook:
Mulheres Sem Fronteiras: O Programa de Extensão intitulado “MULHERES SEM FRONTEIRAS: Articulando a Rede no Enfrentamento à Violência Contra a Mulher no Município de São Borja – RS”
Grupo Amuleto: O projeto oferece oficina semanais com teatro, dança e música.
Gênero e Diversidade na Escola: Tem o objetivo de formar educadoras/es e demais profissionais que compõe a rede pública de educação básica nos temas diversidade, gênero, sexualidade e etnia.
II Seminário Desfazendo Saberes na Fronteira: Organizado pela Universidade Federal do Pampa, o Seminário (DES)FAZENDO SABERES NA FRONTEIRA: IDENTIDADE, DIVERSIDADE E DIREITOS HUMANOS é um evento acadêmico-científico que, contempla as áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes, dentre outras áreas do conhecimento.
GEEP Grupo de Ética, Educação e Política: O GEEP é um Grupo de Pesquisa da Universidade Federal do Pampa, Campus São Borja que conta pesquisadores dos cursos de Ciências Humanas – Licenciatura, Ciências Sociais – Ciência Política, Serviço Social, Mestrado Profissional em Políticas Públicas e servidores técnicos administrativos em educação das mais diversas áreas do conhecimento.
O GEEP tem em seus objetivos a problematização, discussões, ensino, extensão e pesquisa de maneira inter/multidisciplinar para potencializar as discussões em torno dos temas gênero, sexualidade, diversidades, inclusão e relações étnico-raciais.

____________________________________________________________

Projeto de extensão PEGADA SEGURA: práticas educativas em saúde sexual e saúde reprodutiva
Coordenador: JAQUELINE CARVALHO QUADRADO
Início Previsto: 19/03/2019 Término Previsto: 18/03/2022
Área de conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas
Área Temática: Direitos Humanos e Justiça
Área Temática Secundária: Saúde
Linha Temática: Grupos Sociais Vulneráveis
Cursos envolvidos:
Ciências Sociais- Ciência Política
Especialização em Políticas e Intervenção em Violência Intra
Serviço Social

Detalhes da Ação

Palavras-chave: Saúde; Direitos Humanos; Mulheres; LGBTTIQ+

A promoção da saúde tem se configurado em uma das estratégias mais recorrentes, por parte de Universidades, que visam reforçar seu papel como Universidades Promotoras de Saúde (UPS) a partir das diretrizes estabelecidas em documentos internacionais, com o fim de promover o desenvolvimento humano e melhorar a qualidade de vida das pessoas que lá estudam e trabalham e, por sua vez, capacitá-las para atuar como modelos e/ou promotores de comportamentos saudáveis ao nível de suas famílias, de seu ambiente e da sociedade em geral; Percebe-se que o espaço educacional se configura como um instrumento para as transformações que ocorrem no campo da saúde, apresentando-se como um espaço de interação, fortalecendo ações e atividades, permitindo a articulação dos saberes em saúde com o cotidiano dos atores envolvidos. O objetivo geral é promover práticas educativas em saúde sexual e saúde reprodutiva, a fim de assegurar a oportunidade de participar ativamente no desenvolvimento de políticas públicas de saúde e a tomar decisões individuais – nomeadamente, determinar se e quando ter filhos, bem como proteger o direito de todos à saúde sexual e reprodutiva, assegurando a não violência nos relacionamentos e proporcionando informação e educação a juventude. Além disso, o projeto constitui-se como ferramenta para promoção e divulgação de informações, especialmente, as/aos estudantes ingressantes de escolas públicas ou através de ações afirmativas ou de outras cidades, visando a prevenção de IST’s e discussão sobre direitos sexuais e reprodutivos. Pondera-se que a emergência da abordagem desses temas no espaço universitário é fundamental, pois a universidade não prepara apenas para o exercício profissional, mas também para uma vida em sociedade.

Equipe Executora

Tipo – Nome Integrante
Docente – JAQUELINE CARVALHO QUADRADO
Discente – Eduardo Lima
Discente – Emanuele Salgado Farias
Discente – Ewerton da Silva Ferreira
Discente – Leonardo Macedo Rodrigues
Discente – Lisianne P. Sabreda Ceolin
Discente – Luiza Elizele Nunes da Luz
Discente – Marilice Cortes

Público-alvo

Descrição Público-alvo Quantidade
Outros 300

A Profa. Dra. Jaqueline Carvalho Quadrado também coordena as seguintes ações na rede social facebook:
Mulheres Sem Fronteiras: O Programa de Extensão intitulado “MULHERES SEM FRONTEIRAS: Articulando a Rede no Enfrentamento à Violência Contra a Mulher no Município de São Borja – RS”
Grupo Amuleto: O projeto oferece oficina semanais com teatro, dança e música.
Gênero e Diversidade na Escola: Tem o objetivo de formar educadoras/es e demais profissionais que compõe a rede pública de educação básica nos temas diversidade, gênero, sexualidade e etnia.
II Seminário Desfazendo Saberes na Fronteira: Organizado pela Universidade Federal do Pampa, o Seminário (DES)FAZENDO SABERES NA FRONTEIRA: IDENTIDADE, DIVERSIDADE E DIREITOS HUMANOS é um evento acadêmico-científico que, contempla as áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes, dentre outras áreas do conhecimento.
GEEP Grupo de Ética, Educação e Política: O GEEP é um Grupo de Pesquisa da Universidade Federal do Pampa, Campus São Borja que conta pesquisadores dos cursos de Ciências Humanas – Licenciatura, Ciências Sociais – Ciência Política, Serviço Social, Mestrado Profissional em Políticas Públicas e servidores técnicos administrativos em educação das mais diversas áreas do conhecimento.
O GEEP tem em seus objetivos a problematização, discussões, ensino, extensão e pesquisa de maneira inter/multidisciplinar para potencializar as discussões em torno dos temas gênero, sexualidade, diversidades, inclusão e relações étnico-raciais.

____________________________________________________________

Projeto de Ensino MONITORIA INTERDISCIPLINAR
Coordenador: JAQUELINE CARVALHO QUADRADO
Início Previsto: 20/03/2019 Término Previsto: 31/12/2019
Área de conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas
Cursos envolvidos
Serviço Social

Detalhes da Ação

Palavras-chave: IDENTIDADES CULTURAIS; SOCIOLOGIA BRASILEIRA; MONITORIA.

A presente proposta de monitoria visa atender os componentes curriculares do curso de Serviço Social – Identidades Culturais – 2019/1, 1º Semestre, e Sociologia Brasileira-2019/2, 4º semestre, ambas são compostas de 60h. A intenção de trabalhar com monitoria é promover a construção de uma cultura de colaboração dentro da sala de aula, por meio de mudanças de atitudes e conscientização de importância do grupo na construção do conhecimento. Além de (re)aprender a conviver com as diferenças, gerenciando conflitos, melhorando as relações humanas e oportunizando ficar atento aos seus sucessos e fracassos. Serão trabalhados de maneira colaborativa os conteúdos conceituais, atitudinais e procedimentais, desenvolvendo assim, nos discentes, responsabilidades consigo e com o outro e principalmente aprendendo a aprender e a conviver. Em ambos componentes curriculares, a/o monitora torna-se imprescindível pelo atendimento individual e/ou grupal no momento de realizar os exercícios. Além do atendimento aos alunos, o monitor auxiliará a professora na preparação de materiais didáticos (impressos e audiovisuais) que servirão como material de apoio aos alunos. Entre os resultados esperados com o trabalho do monitor é verificar uma melhora nos índices de desempenho das turmas em geral e contribuir para melhoria do desenvolvimento acadêmico e redução dos índices de evasão e retenção.

Equipe Executora

Tipo – Nome Integrante
Docente – JAQUELINE CARVALHO QUADRADO
Discente – Fernanda Molina

A Profa. Dra. Jaqueline Carvalho Quadrado também coordena as seguintes ações na rede social facebook:
Mulheres Sem Fronteiras: O Programa de Extensão intitulado “MULHERES SEM FRONTEIRAS: Articulando a Rede no Enfrentamento à Violência Contra a Mulher no Município de São Borja – RS”
Grupo Amuleto: O projeto oferece oficina semanais com teatro, dança e música.
Gênero e Diversidade na Escola: Tem o objetivo de formar educadoras/es e demais profissionais que compõe a rede pública de educação básica nos temas diversidade, gênero, sexualidade e etnia.
II Seminário Desfazendo Saberes na Fronteira: Organizado pela Universidade Federal do Pampa, o Seminário (DES)FAZENDO SABERES NA FRONTEIRA: IDENTIDADE, DIVERSIDADE E DIREITOS HUMANOS é um evento acadêmico-científico que, contempla as áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes, dentre outras áreas do conhecimento.
GEEP Grupo de Ética, Educação e Política: O GEEP é um Grupo de Pesquisa da Universidade Federal do Pampa, Campus São Borja que conta pesquisadores dos cursos de Ciências Humanas – Licenciatura, Ciências Sociais – Ciência Política, Serviço Social, Mestrado Profissional em Políticas Públicas e servidores técnicos administrativos em educação das mais diversas áreas do conhecimento.
O GEEP tem em seus objetivos a problematização, discussões, ensino, extensão e pesquisa de maneira inter/multidisciplinar para potencializar as discussões em torno dos temas gênero, sexualidade, diversidades, inclusão e relações étnico-raciais.

____________________________________________________________

Projeto de Pesquisa Fronteiras das relações de gênero em contexto escolar
Coordenador: JAQUELINE CARVALHO QUADRADO
Início Previsto: 19/03/2018 Término Previsto: 20/03/2020
Área de conhecimento: Ciências Sociais Aplicadas
Cursos envolvidos
Serviço Social

Detalhes da Ação

Palavras-chave: gênero; crianças; adolescentes

A pesquisa intitulada as fronteiras das relações de gênero em contexto escolar, objetiva um “olhar” investigativo do tema em questão que envolve adolescentes de escolas públicas, em uma pesquisa-ação de inspiração etnográfica nas escolas-campo de extensão e de práticas de estágio, buscando (re)desenhar a extensão e o estágio em Serviço Social, articulado à pesquisa, como aprendizados de intervenção na realidade das escolas públicas em São Borja. As discussões deste trabalho estão relacionadas à concepção de adolescência, gênero, feminismos e sexualidade, adotando como aportes teóricos a perspectiva assumida com base na produção de pesquisas do Grupo de Estudos em Ética, Educação e Política- GEEP/UNIPAMPA e do Programa de Extensão Mulheres Sem Fronteiras, sobre adolescência, educação, gênero, dentre outros temas transversais, compreendendo que os mesmos são sujeitos produtores de cultura e de sua própria história. Objetivo: analisar como as crianças e adolescentes (des) constroem fronteiras das relações de gênero em contexto escolar, a fim de dar visibilidade sociológica aos discursos e práticas, na qual elas reproduzem, mas também produzem seus posicionamentos de meninos e meninas, em um espaço em que a livre iniciativa é proporcionada como princípio pedagógico. A argumentação se desenvolverá no campo da educação pública, em particular o da educação básica, e alicerçada nos estudos de gênero, feminismos e sexualidades. As oficinas do projeto de extensão/estágio Fala Sério, será o campo empírico da pesquisa-ação. A produção de dados será resultado de estudo bibliográfico e documental, e se valerá de observações registradas em relatório e diário de campo. A aposta metodológica é a de forjar um modo de narrar coletivo que agencie experimentação e aprendizagens, aliados a modos de produzir cultura e de fazer pesquisa- extensão-ensino.

Equipe Executora

Tipo – Nome Integrante
Docente – JAQUELINE CARVALHO QUADRADO
Discente – EDUARDO LIMA

A Profa. Dra. Jaqueline Carvalho Quadrado também coordena as seguintes ações na rede social facebook:
Mulheres Sem Fronteiras: O Programa de Extensão intitulado “MULHERES SEM FRONTEIRAS: Articulando a Rede no Enfrentamento à Violência Contra a Mulher no Município de São Borja – RS”
Grupo Amuleto: O projeto oferece oficina semanais com teatro, dança e música.
Gênero e Diversidade na Escola: Tem o objetivo de formar educadoras/es e demais profissionais que compõe a rede pública de educação básica nos temas diversidade, gênero, sexualidade e etnia.
II Seminário Desfazendo Saberes na Fronteira: Organizado pela Universidade Federal do Pampa, o Seminário (DES)FAZENDO SABERES NA FRONTEIRA: IDENTIDADE, DIVERSIDADE E DIREITOS HUMANOS é um evento acadêmico-científico que, contempla as áreas de Ciências Sociais Aplicadas, Ciências Humanas, Linguística, Letras e Artes, dentre outras áreas do conhecimento.
GEEP Grupo de Ética, Educação e Política: O GEEP é um Grupo de Pesquisa da Universidade Federal do Pampa, Campus São Borja que conta pesquisadores dos cursos de Ciências Humanas – Licenciatura, Ciências Sociais – Ciência Política, Serviço Social, Mestrado Profissional em Políticas Públicas e servidores técnicos administrativos em educação das mais diversas áreas do conhecimento.
O GEEP tem em seus objetivos a problematização, discussões, ensino, extensão e pesquisa de maneira inter/multidisciplinar para potencializar as discussões em torno dos temas gênero, sexualidade, diversidades, inclusão e relações étnico-raciais.

____________________________________________________________

Pesquisas em que a Prof.ª Dra. Solange Emilene Berwig integra:

Grupo de Pesquisa: Trabalho, Formação Profissional em Serviço Social e Política Social na América Latina

Pesquisas em andamento:

Proteção Social na América Latina: as (contra) reformas e os seus desdobramentos em territórios de fronteira

Universidades parceiras na pesquisa:

Coordenado pela Profª. Dra. Rosilaiena Coradini Guilherme – UNIPAMPA.

UNIPAMPA – Curso de Serviço Social. Prof.ª Dra. Solange Emilene Berwig; Prof. Dr. Jorge Alexandre Silva; Prof. Dr.José Wesley Ferreira (integrantes).

PUC-RS – Prof. Dr. Carlos Nelson dos Reis; Pós-Doc Prof.ª Dra. Monique Damascena (integrantes).

____________________________________________________________

Projeto de Pesquisa Território urbano, Vulnerabilidade e riscos sociais: desafios na implementação da vigilância socioassistencial.

Universidades e entidades parceiras na pesquisa:

Coordenado pela Prof.ª Dra. Gleny Terezinha Duro PUC-RS.

UNIPAMPA – Curso de Serviço Social. Prof.ª Dra. Solange Emilene Berwig (integrante).

UNISINOS – Instituto Humanitas. Prof.ª Dra. Marilene Maia (integrante).

UFSM – Departamento de Serviço Social. Prof.ª Dra. Rosane Janczura (integrante).

Secretaria Estadual de Trabalho Desenvolvimento social e Direitos Humanos – Departamento de Assistência Social- vigilância Socioassistencial.

____________________________________________________________

Projeto de Pesquisa Alterações Político-econômicas contemporâneas na América Latina e impactos nas políticas de Assistência Social, previdência Social, Seguro-desemprego e Educação: o caso do Brasil, de Cuba e do Chile.

Universidades parceiras na pesquisa:

Coordenado pela Profª. Dra. Jane Cruz Prates PUC-RS.

UNIPAMPA – Curso de Serviço Social. Prof.ª Dra. Solange Emilene Berwig (integrante).

UFES – Programa de Pós-graduação em Políticas Sociais. Prof. Dr. Paulo Nakatani (integrante).

Universidad de Havana – Prof.ª Dra. Olga Pérez Soto (integrante).

UARCIS – Prof.ª Dra. Consuelo Silva Flores (integrante).

____________________________________________________________

Projeto de Pesquisa Estudo avaliativo da implementação do Sistema Único de Assistência Social no Brasil

Universidades parceiras na pesquisa:

Coordenado pela Profª. Dra. Raquel Raichelis Degenszajn PUC-SP.

UNIPAMPA – Curso de Serviço Social. Prof.ª Dra. Solange Emilene Berwig (integrante).

Coordenação na região Sul Prof.ª Dra. Berenice Rojas Couto;

Programa de Estudos Pós-Graduados em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica de São Paulo – PUC/SP;

Programa de Pós-Graduação em Políticas Públicas da Universidade Federal do Maranhão – PGPP/UFMA;

Programa de Pós-Graduação em Serviço Social da Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul – PUC/RS.

____________________________________________________________

Projeto de Extensão Esporte e Lazer no campus: integração e bem-estar no ambiente acadêmico.
Coordenação: Prof.ª Dra. Solange Emilene Berwig e Bruno Lindemayer

Trata-se de um projeto dentro da modalidade “ações Sociais” voltado ao público interno da Unipampa (discentes, docentes, técnicos e terceirizados), com objetivo de promover espaços de esporte (diferentes modalidades) e lazer. Iniciando suas atividades no ano de 2019, conta com uma equipe de dois professores, dois técnicos, uma aluna bolsista.

____________________________________________________________

Projeto de Extensão Observa Pampa – Observatório de Políticas Públicas da Região da Fronteira Oeste do Rio Grande do Sul.
Coordenação: Prof.ª Dra. Solange Emilene Berwig

Trata-se de um projeto que vem sendo desenvolvido desde o ano de 2015, inicialmente coordenado pela Prof.ª Loiva Oliveira, com o objetivo de instituir um observatório dando visibilidade aos indicadores socioeconômicos da região, bem como desenvolve ações de formação no território (nas escolas, CRAS).

Equipe composta por dois docentes do curso de Serviço Social, dois técnicos – TAES, e acadêmicos/as voluntários.

____________________________________________________________

Projeto de Extensão EDUCON – Educação Ambiental e Controle Social
Coordenação: Prof.ª Dra. Solange Emilene Berwig e Me. Gustavo de Carvalho Luiz

Trata-se de um programa de extensão com objetivo de desenvolver ações processuais de caráter educativo, sócio-político e de sustentabilidade ambiental, articulado ao ensino, pesquisa, bem como a outros projetos de extensão a partir de três eixos principais: educação ambiental, participação no controle social da Política Nacional de Resíduos Sólidos e fortalecimento da organização e ações coletivas desenvolvidas por meio de associações e cooperativas de reciclagem.

Equipe composta por dois docentes do curso de Serviço Social, cinco técnicos – TAES, e acadêmicos/as voluntários.

____________________________________________________________

Projeto de extensão: Saúde Mental: Rodas de conversa no CAPS AD de São Borja

Coordenado pelo Professor Jocenir de Oliveira Silva
Bolsistas: PROFEXT 2019 Aline Casarolli
PDA 2019 Ana Carolina Rios.

O projeto de extensão vem sendo desenvolvido em parceria com o CAPS AD de São Borja. Tem como objetivo proporcionar atendimento através de rodas de conversa na particularidade do Serviço Social junto ao Centro de Atenção Psicossocial para usuários de Álcool e Outras Drogas (CAPS-AD) de São Borja. Com isso, busca-se a integralidade no atendimento às necessidades sócio-assistenciais dos usuários deste espaço.
As rodas de conversa ocorrem nas terças-feiras na parte da tarde no Centro de Atenção Psicossocial para usuários de Álcool e Outras Drogas (CAPS AD).
Também são realizadas atividades nas escolas visando promover ações de Saúde Mental.

____________________________________________________________

Projeto de Pesquisa A incidência e a efetividade das medidas compulsórias na rede de saúde mental de São Borja.

Coordenação: Prof. Dr. Jocenir de Oliveira Silva
Bolsista PDA 2019 Rubya Garcia

O presente projeto de pesquisa pretende desvendar o atendimento as demandas de Saúde Mental no CAPS AD e CRAISM do Hospital Ivan Goulart no município de São Borja RS, especialmente no que refere-se as internações compulsórias. Para isto serão coletados dados com profissionais, gestores e usuários do serviço, bem como será verificada a incidência e reincidência dos encaminhamentos às instituições.
Partindo das atividades de Extensão desenvolvidas no CAPS AD de São Borja durante o ano de 2017 e 2018, com o projeto intitulado “Saúde Mental: Rodas de Conversa no CAPS AD de São Borja” observou-se a necessidade de pesquisar as medidas compulsórias, forma de encaminhamento cada vez mais recorrente nas instituições de Saúde Mental, especialmente no atendimento de usuários que fazem uso abusivo de álcool e outras drogas. Também aliado aos componentes curriculares do curso de Serviço Social de Seguridade Social II e III, que estudam respectivamente a Política de Saúde e a Política de Previdência Social, entendeu-se important e propor a presente pesquisa, pois a mesma poderá servir de base para reconhecer a realidade, bem como promover discussões.
Para isso será realizado um estudo do tipo exploratório com base em pesquisa qualitativa, fundamentada no método dialético crítico. A pesquisa visa relacionar o que está previsto na Política Pública de Saúde Mental, especialmente a partir da Reforma Sanitária e Reforma Psiquiátrica, bases para os princípios do Sistema Único de Saúde (SUS/1990). Do mesmo modo pretende problematizar o modo de internação compulsório na efetivação do direito da população usuária em acessar os serviços de Saúde Mental.