Extensão

Programa de Extensão Observatório da Aprendizagem:  foi idealizado em 2009 por um conjunto de professores das licenciaturas do campus Bagé da UNIPAMPA, com o intuito de interferir nos níveis de Letramento da região em que a universidade está inserida, a partir de quatro desdobramentos: Letramento Científico, Letramento Digital, Letramento em Língua Portuguesa e Letramento em Línguas Adicionais. Para efeito, foram sendo criados subprojetos, a seguir denominados: Ciclo de Colóquios Interdisciplinares (encontros mensais, com explanações seguidas de debates a partir de temas de interesse elencados pela comunidade); Laboratório de Leitura e Produção Textual (oficinas de leitura e produção textual para jovens de grupos populares e oficinas de produção de jornal digital dos universitários do pampa); Núcleo de Didatização de Saberes (oficinas para docentes e futuros docentes da Educação Básica e suporte na criação de objetos de aprendizagem e roteiros didáticos), Núcleo de Línguas Adicionais (oferta de cursos de Inglês, Espanhol e Português como língua adicional para público de diferentes idades), Núcleo de Formação continuada (oficinas para professores da Educação Básica visando a atualização de práticas pedagógicas, o aprofundamento teórico e a troca de experiências entre os diferentes níveis de ensino); Projeto Gêneros Literários em Ambientes Digitais (oficinas de inclusão digital, produção audiovisual e percepção crítica de gêneros literários por grupos de comunidades carentes da região); Rede de Estudos de Narrativas Gráficas (criada para estimular um contexto propício para a realização de atividades acadêmicas em nível de pesquisa, ensino e extensão a respeito das formas narrativas gráficas, ou o tipo de arte sequencial mais conhecida como ‘quadrinhos’). Todos os projetos aqui descritos visam estabelecer relação da extensão como o ensino e com a pesquisa; podendo, assim, tornarem-se objeto de estudo de futuros estudantes deste programa de mestrado e também locus para a realização de seus estágios de docência.

Programa de Educação Tutorial (PET):  realizado com recursos do Ministério da Educação, o programa envolve grupos de estudantes, com tutoria de um docente, orientados a desenvolver projetos pautados pelo princípio da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão. Há um projeto no campus Bagé (desde 2010) e outro no campus Jaguarão (a partir de 2013). No campus Bagé, o programa PET – Letras objetiva melhorar a qualidade do curso de Letras da Universidade Federal do Pampa do referido campus, por meio de atividades extracurriculares de ensino, pesquisa e extensão que complementem a formação acadêmica do aluno bolsista do programa. O programa contempla, na formação dos bolsistas, o estudo e a pesquisa sobre cognição, mídias e tecnologias digitais emergentes, com vistas ao desenvolvimento de competências em comunicação, de forma ampla, e de competências em escrita. Busca, igualmente, desenvolver estratégias de intervenção colaborativa na região do Pampa, especialmente nas escolas da rede pública de Bagé/RS. Já no campus de Jaguarão, atenta às seguintes demandas: de articulação entre saberes teóricos e prática de ensino de línguas; e – de flexibilização curricular, respondendo com atividades de pesquisa, ensino e extensão articuladas. Propõe a inter-relação entre estudos da área de Letras, como Linguística e Literatura e subáreas, e entre essas correntes de estudos da linguagem e outros campos do conhecimento basilares para que o licenciado esteja capacitado ao ensino da compreensão de textualidades produzidas em condições cada vez mais complexas.

Programa Institucional de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID/CAPES/DEB):
Desde o ano de 2009, a UNIPAMPA participa de editais nacionais CAPES/DEB visando à qualificação da formação docente e a promoção da formação continuada. Envolve escolas das redes municipal e estadual conveniadas com a UNIPAMPA e tem desenvolvido inúmeras ações em favor da qualificação docente, tanto em Bagé quanto em Jaguarão, no ensino do português, da literatura, do inglês e do espanhol.

Programa de Apoio a Laboratórios Interdisciplinares de Formação de Educadores (LIFE/CAPES):  a UNIPAMPA  participa com uma proposta institucional que integra as licenciaturas de Ciências da Natureza, Educação Física, Física, Química, Matemática, Letras, Música, Ciências Biológicas e Ciências Exatas, a qual objetiva propor a produção de atividades na perspectiva da indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão, transversalizadas pelas tecnologias da informação e da comunicação (TIC), de forma interdisciplinar.

Núcleo de Formação do Leitor Literário (NULI): configura-se como um espaço de estudo, desenvolvimento e aplicação de metodologias de trabalho com o texto literário em escolas, centros comunitários e abrigos.

Projeto de Extensão “Vozes ao Pampa”: existe desde 2008 e objetiva contribuir para formação e qualificação de ouvintes/leitores das manifestações de literatura oral e escrita, através de formação teórica, apresentações artísticas e contação de histórias e de poemas em diferentes espaços públicos da região.

Projeto de Extensão “Leitura em língua francesa”:  tem como objetivo oferecer cursos de língua francesa para acadêmicos da Unipampa, de outras universidades e comunidade.

Balbúrdia: é um projeto de extensão que discute temáticas à luz de referências teóricas e culturais. O assunto do evento é abordado sob perspectivas históricas, filosóficas, linguísticas, literárias e artísticas, por exemplo. Além disso, são realizadas dinâmicas e experiências sensoriais. O objetivo é promover a interdiciplinaridade, tão cara à formação acadêmica e necessária para que certos saberes que circulam no meio universitário possam despertar interesse na comunidade em geral. O Balbúrdia é um projeto de extensão do Núcleo de Estudos Linguísticos e Pedagógicos do Português, do Curso de Letras da Unipampa, Jaguarão. Tem duração de uma hora, ocorre quinzenalmente, às 18h ou 19h, na Unipampa ou na Casa de Cultura. Até então, foram realizados sete Balbúrdias, com as seguintes temáticas: reflexões de Viviane Mosé, Medo, Humor, Nuances do Tempo, Militância, Politicamente (in)correto e fé.

Laboratório de Literatura e Outras Linguagens (LALLI): esse laboratório configura-se como um espaço multidisciplinar destinado a fomentar a pesquisa docente e a formação permanente dos seus discentes no que tange à sua produção textual e à pesquisa voltada à relação dialógica, de fronteira entre literatura e outras linguagens, práticas culturais e processos criativos. O LALLI também constitui-se num espaço para sediar a formação continuada de professores da comunidade, através da promoção de oficinas, debates e pesquisas voltadas a situações- problema da sala de aula que envolvam o ensino da literatura. O LALLI visa integrar, na prática, o tripé constitutivo da universidade: pesquisa/ensino/extensão.

Núcleo de Estudos Linguísticos e Pedagógicos do Português (NELPP): este projeto vincula-se à área de língua materna do Curso de Letras Português-Espanhol da Universidade Federal do Pampa, campus Jaguarão. Frequentemente, circulam dizeres sobre a necessidade de integrar teorias linguísticas e prática docente no ensino da língua portuguesa, sobre a necessidade de integrar saberes advindos da universidade e da escola. O NELPP surge a partir dessas falas entrecortadas que convergem por pensar questões de linguagem, seja em um viés teórico, seja em um viés teórico-prático. Tais falas divergem por advirem de posições teóricas diferentes e serem enunciadas por sujeitos em lugares sociais diferentes: professores universitários e da educação básica, estudantes e egressos do Curso de Letras. Essas vozes formam uma memória que culmina na criação do NELLP, espaço pensado para congregar alguns desses dizeres, que, de entrecortados, segmentados, dispersos, podem se tornar mais próximos, ligados, misturados. Dentre seus objetivos estão a integração de docentes da área de língua materna da Unipampa e professores da rede de ensino de Jaguarão e o incentivo a reflexões nem sempre possíveis de serem inclusas no conteúdo programático das disciplinas da área de língua materna no Curso de Letras. O Núcleo tem como ferramenta de interação blog, facebook, e-mail, cujos endereços são divulgados nas escolas jaguarenses, constantemente atualizadas das atividades do Núcleo e convidadas a colaborar. As atividades desse projeto, surgem assim, como possíveis materialidades para análise em pesquisas dos mestrandos.

Laboratório de Ensino de Espanhol para crianças e formação docente:  neste laboratório são realizadas diversas ações extensionistas e de ensino, tais como o curso de “Español básico para niños”, que tem como objetivos promover a aprendizagem/aquisição da língua estrangeira através do uso de canções; possibilitar maior exposição de crianças, residentes em zona de fronteira, ao sistema oral da língua espanhola, de forma lúdica e prazerosa; melhorar o desempenho das crianças em situações bilíngües, típicas de regiões de fronteira; contribuir para a diminuição das dificuldades de relacionamento entre crianças brasileiras e uruguaias e o projeto “Integración – Reflexões sobre o ensino de Espanhol na fronteira”, propondo uma aproximação da rede básica de ensino com o Curso de Licenciatura em Letras/ Espanhol, através de ciclos de debates, quem fomentam a discussão sobre o ensino de língua espanhola nesta região de fronteira e oportunizem reflexões tanto na formação inicial como na formação continuada dos professores da Educação Básica. Assim, as ações desenvolvidas no âmbito deste laboratório podem servir de campo de análise para as pesquisas dos estudantes deste programa, bem como locus para a realização de seus estágios de docência.

Centro Inglês sem Fronteiras (Programa IsF/MEC): o programa visa fomentar a proficiência em língua inglesa e promover a mobilidade acadêmica internacional. Oferece diferentes tipos de apoio à aprendizagem do idioma inglês. A ideia é que, a partir de um diagnóstico do nível de proficiência dos alunos universitários brasileiros, seja facilitado o acesso aos estudos de inglês por parte dos estudantes de graduação e de pós-graduação interessados em aperfeiçoar seus conhecimentos de inglês, bem como auxiliar as instituições de ensino no aumento e melhoraria da capacidade de oferta de ensino desse idioma de um modo geral. Os discentes do mestrado poderão envolver-se neste programa como bolsistas e/ou como pesquisadores.