Apresentação

 

Bem vindo ao site do PPGTM!

O Programa de Pós-Graduação em Tecnologia Mineral (PPGTM) oferecido pela UNIPAMPA, Campus Caçapava do Sul,  está direcionado para aplicação, desenvolvimento e difusão de tecnologias abrangendo a prospecção mineral, o planejamento mineiro e a explotação sustentável de bens minerais e ações que permitam o equacionamento da problemática da disposição e tratamento dos estéreis ou rejeitos.

O PPGTM iniciou suas atividades em 2012 e possui curso de Mestrado Profissional em Tecnologia Mineral, recomendado pela CAPES com conceito “3”.

Sinta-se à vontade para conhecer melhor o PPGTM clicando nas opções do menu principal e não deixe de ler, em Documentos do Curso, a proposta do PPGTM e seu Regimento, além de diversos outros materiais importantes.


Integração com a graduação:
Benefícios recíprocos da integração com os cursos de graduação

A integração com a graduação ocorre de forma direta e intensa, sendo que todos os professores, obrigatoriamente, ministram aulas na pós-graduação e na graduação nos cursos de Tecnologia em Mineração, Geologia, Geofísica, Engenharia Sanitária e Ambiental e Licenciatura em Ciências Exatas. Os professores disponibilizam bolsas de ensino, pesquisa e extensão para estudantes de graduação, além das bolsas de estágios mantidas via convênios com Empresas, que tem viabilizado a inserção dos alunos de graduação nas atividades de pesquisa do Programa.

Os diversos laboratórios do Campus dão suporte às aulas práticas para a graduação dos cursos, bem como para as atividades de pesquisa da pós-graduação, sendo que muitos dos recursos obtidos nos diversos projetos de pesquisa do PPGTM são alocados para compra de equipamentos também utilizados nas aulas de graduação.

Uma das consequências dessa estratégia, além da ampliação e modernização da infra-estrutura, é o despertar dos alunos para a pesquisa já durante a graduação, envolvendo-os em temas demandados pelas indústrias e prestadores de serviços, num ambiente de aprendizado não reprodutível em sala de aula, mas concernente à área de atuação de sua futura atividade profissional.

 


Inserção social:

O PPGTM tem forte interação com o setor industrial e de serviços, preocupado não só com a formação de recursos humanos qualificados, mas no desenvolvimento científico e tecnológico que permita a produção de bens e serviços de maior valor agregado, consonante com a competitividade exigida pela globalização da atividade econômica e com a sustentabilidade ambiental.

 


Intercâmbios nacionais:

Além dos docentes da Unipampa, o PPGTM conta com a participação de professores colaboradores da UFSM, UFRJ e UFPel, além de docentes permanentes da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS). Ainda, há parceria com a Universidade de Brasília (Dr. Farid Chemale Junior), Universidade de Coimbra – Portugal (Dra. Adriane Machado), Instituto de Geociências (doutores Andre Mexias, Norberto Dani, Andrea Jelinek e Milton Formoso) e Departamento de Engenharia de Minas (doutores Jair Koppe, Carlos Sampaio, João Felipe C.L. Costa, André Zingano e Carlos Petter) da UFRGS.

 


Projetos de cooperação internacional:

O PPGTM possui atuação destacada, desde sua criação, no quesito intercâmbios internacionais. Trata-se tanto de mobilidade discente quanto dos docentes permanentes do Programa. Com relação à mobilidade discente, docentes do PPGTM participam desde 2009 no Programa CAPES/BRAFITEC, que apoia o intercâmbio de alunos de graduação de engenharia a realizarem intercâmbio em Escolas francesas. Este intercâmbio propicia aos alunos uma experiência forte em pesquisa, ainda antes de formados, gerando forte motivação em ingressar futuramente na pós-graduação.

Com relação à mobilidade docente, professores permanentes do PPGTM mantém programas de pesquisa com instituições estrangeiras. Isto tem propiciado intercâmbios, em nível de pós-doutorado, além de poder acolher pesquisadores estrangeiros em nossas instalações, colaborando com a formação de nossos alunos de mestrado e gerando novos projetos de pesquisa. Como exemplo, nos últimos quatro anos (2013-2016), dois docentes realizaram pós-doutoramento no âmbito do Programa CAPES/COFECUB, sobre a temática da reciclagem de materiais de construção, em especial cimento, areia, brita e concreto.