04. Autoavaliação de Curso

O Curso de Nutrição participa do Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior – SINAES e do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE). A avaliação do Curso de Nutrição da UNIPAMPA é concebida como um processo coletivo, contínuo e indispensável ao seu aperfeiçoamento, com vistas a adequações das ações pedagógicas, constituindo-se num ciclo retroalimentador da qualificação do ensino buscada pelo Curso. Este vem ao encontro do processo de avaliação proposto pela UNIPAMPA no âmbito institucional, de curso e de acompanhamento de seus egressos.

A avaliação institucional é conduzida pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) da UNIPAMPA. A mesma foi criada pela portaria n°697, de 26 de março de 2010 e caracteriza-se por ser um órgão colegiado permanente que tem como atribuição o planejamento, a condução dos processos de avaliação interna, de sistematização e de prestação das informações solicitadas pelo INEP conforme a lei do SINAES (10.861/2004).

A CPA/UNIPAMPA assegura a participação de todos os segmentos da comunidade universitária e da sociedade civil organizada, sendo composta por Comitês Locais de Avaliação (CLA), sediados nos campi e, por uma Comissão Central de Avaliação (CCA).

A autoavaliação do curso é realizada conforme disposto na Lei nº 10.861/2004, que aborda o Sistema Nacional de Avaliação da Educação Superior (SINAES).

O processo de autoavaliação do curso é um processo permanente e, atualmente, é realizado a cada semestre letivo através da aplicação de um questionário que envolve todos os segmentos do curso – discentes, docentes e técnicos administrativos – de forma a obter-se elementos que otimizem o planejamento e/ou redirecionamento das atividades do curso.

As ações de avaliação do curso são de responsabilidade da Comissão do Curso e NDE, articulado com a CLA e a CPA/UNIPAMPA sob pressupostos do Projeto Institucional (PI). Todo o processo de avaliação tem como base os objetivos pré-estabelecidos e a mensuração dos resultados obtidos em função dos meios disponibilizados. Deste modo, variáveis como qualificação, titulação, regime de trabalho, infraestrutura de pesquisa, biblioteca, acessibilidade etc., que são de responsabilidade das IES e de seus mantenedores, devem ser também referenciais para todo o processo de avaliação. Neste sentido, na autoavaliação são também considerados aspectos administrativos, acadêmicos e de infraestrutura oferecidos pela Universidade, considerando-se especialmente a biblioteca, os laboratórios de ensino e as salas de aula, com o intuito de se obter o melhoramento desses espaços físicos.

Os dados de maior relevância gerados a partir dessa autoavaliação são expostos à comunidade através de relatórios apresentados em seminários semestrais, por meio dos quais são abordadas as principais deficiências do curso, as ações que estão sendo tomadas para combater essas deficiências a curto, médio e longo prazo e o que ainda será instituído, bem como os pontos do projeto que já foram reestruturados e seus resultados práticos.

Considerando a necessidade de aprimoramento do ensino e formação continuada, o Curso de Nutrição prevê adota o acompanhamento do egresso como um mecanismo que permite a contínua melhoria do planejamento e da operacionalização do processo de ensino-aprendizagem.

Essa política de acompanhamento dos egressos será realizada com vistas ao mapeamento da inserção dos mesmos no mercado de trabalho e as áreas nas quais estes egressos estão atuando. Para tanto, é disponibilizado no site do curso um espaço com os dados de egressos a partir do preenchimento de um formulário online enviado para os egressos por email a cada 12 meses, no sentido de manter os dados atualizados.

As avaliações externas como o Relatório do Exame Nacional de Desempenho de Estudantes (ENADE) e da CPA/UNIPAMPA são base para o planejamento do curso e do campus, e servem como um panorama de comparação da situação para os próximos resultados avaliativos produzidos pelo ENADE e CPA/UNIPAMPA.