12. Grupos de Pesquisa

 Informações:
Os projetos e atividades desenvolvidas pelo grupo poderão ser encontrados no link abaixo.
E-mail do responsável: felipecarpes@unipampa.edu.br

Logo grupo Pamela

Informações:

O Grupo de Pesquisa em Fisiologia da Unipampa foi criado em 2010 com o objetivo reunir pesquisadores na área de fisiologia da Unipampa, bem como potenciais colaboradores de outras áreas relacionadas e de outras instituições, no sentido de prover um conhecimento básico sobre a relação entre o desenvolvimento de doenças crônico-degenerativas e os mecanismos fisiológicos da homeostase.

Hoje, as linhas de investigação do grupo envolvem projetos com modelos animais com foco na compreensão dos fenômenos fisiológicos básicos relacionados a como o cérebro aprende, bem como na reabilitação e prevenção de doenças crônico-degenerativas do sistema nervoso e envelhecimento. Além disso, o GPFis realiza investigações no sentido de propor novas abordagens para o ensino de fisiologia e divulgação da ciência.

Linhas de Pesquisa

1) Neurofisiologia da Memória e outros Processos Cognitivos

2) Ensino de Fisiologia

3) Divulgação Científica

POPNEURO e visam a divulgação da neurociência, principalmente junto a estudantes e professores de escolas de Educação Básica. Os principais projetos incluem neuroblitzes semanais e cursos de formação continuada para professores em neurociência aplicada à educação.
A participação nos projetos se dá por meio de processos seletivos de bolsistas e voluntários, realizados anualmente, geralmente no início do ano letivo, os quais são divulgados em nossas páginas. As atividades são desenvolvidas em equipe, formada por docentes, pós-graduandos, graduandos e alunos de IC júnior. A maioria das atividades se desenvolve no Laboratório de Neuroquímica (107) e de no Lab de Estresse, Memória e Comportamento (Casinha 7).

 

GPFIScar – GRUPO DE PESQUISA EM FISIOLOGIA CARDIOVASCULAR

 

NEPE – NÚCLEO DE ESTUDOS E PESQUISAS DO ENVELHECIMENTO

 

GPFIN – GRUPO DE PESQUISA EM FISIOTERAPIA NEUROFUNCIONAL

 

GRUPO DE PESQUISA TUNA – GÊNERO, EDUCAÇÃO E DIFERENÇA

Situado no campus Uruguaiana da Unipampa, este grupo de pesquisa com vocação interdisciplinar reúne pesquisadores do campus Dom Pedrito.Sua criação inspirou-se no simbolismo da cactácea Opuntia, a tuna, planta nativa do Pampa gaúcho, extremamente resistente, nascida nas brechas dos solos rochosos, protegida por espinhos e embelezada por flores peculiares. o Tuna visa produzir conhecimentos sobre temas áridos na paisagem das universidades brasileiras, sobretudo, no contexto da fronteira oeste do Rio Grande do Sul, como diferença, gênero, sexualidade, processos de socialização, poder, currículo, gestão e políticas. O Tuna desencadeia projetos imbricados à tríade ensino, pesquisa e extensão, que conduzem os estudos nas suas três linhas de pesquisa, arriscando-se a produzir conhecimento sobre temas dissidentes. Email de contato:  gptuna@unipampa.edu.br

O Tuna desenvolve atividades de ensino por meio de Encontros de Estudo sobre temas centrais de nossas pesquisas, definidos a cada semestre. Neste ano estamos discutindo os temas de violência de gênero contra mulheres e gênero, sexualidade e escola, intercalados a cada encontro. Nossas reuniões são quinzenais, às segundas-feiras, na sala 39 (NEABI), das 17h30-19h e são abertas a quem quiser participar. Para ter acesso aos textos que serão debatidos nos encontros, bem como ao cronograma, basta enviar uma mensagem para nosso correio eletrônico.

Nas atividades de pesquisa, realizamos encontros mensais, os Círculos Tuna de Pesquisa, em que as pesquisadoras e os pesquisadores do grupo apresentam os resultados das suas investigações nos mais diferentes níveis de desenvolvimento. Essa atividade ocorre na terceira terça-feira de cada mês, na sala 39 (NEABI), das 17h30-19h. No momento estou coordenando dois projetos de pesquisa:

1) Estudos da judicialização da “violência de gênero” e difusão de práticas alternativas numa perspectiva comparada entre Brasil e Argentina – estudo de caso em Uruguaiana, projeto de pesquisa interinstitucional e binacional, coordenado e executado pelo Laboratório de Estudos sobre Violências (LEVIS)/UFSC. A equipe de pesquisa conta com três pesquisadoras de iniciação científica, sendo uma delas estudante de fisioterapia.

2) Marcadores da diferença, interseccionalidades e a produção de alteridades nos processos educativos e de socialização, que conta com uma pesquisadora de iniciação científica, estudante de fisioterapia. este projeto está aberto a pesquisadoras voluntárias.

Sobre as atividades de extensão, realizamos oficinas formativas e rodas de conversa sobre os temas foco de nossos interesses de investigação. Oficinas  e Rodas de Conversas realizadas: Outras famílias, outras histórias; Direitos das mulheres: onde procurar ajuda?; mulheres superpoderosas que transformaram o país; Feminicídio no Brasil; Gênero e Sexualidade: o que a escola tem a ver com isso?; Desvendando o gênero; Trilhando os caminhos das mulheres; Conquistas das Mulheres; Interseccionalidade de gênero, raça e sexualidade: mulheres negras na sociedade de classes; Momento Unipampa Eles por Elas; Gênero e sexualidade no ambiente escolar: desafios e perspectivas; Semana de prevenção e combate ao assédio sexual e  Precisamos falar sobre assédio sexual no contexto universitário.