Sobre o Curso

Engenharia de Energia

Modalidade: Bacharel
Titulação Conferida: Engenheiro(a) de Energia

Duração: 05 (cinco) anos

Turno: Diurno
Regime Acadêmico: Semestral

Unidade Acadêmica: Campus de Bagé

Objetivos

Gerais:

Conforme descreve a Resolução 11/2002 da Câmara de Educação Superior (CES) do Conselho Nacional de Educação (CNE), “A formação do Engenheiro tem por objetivo dotar o profissional dos conhecimentos requeridos para o exercício das seguintes competências e habilidades gerais”.

Específicos: 

Capacitar para atuação na área de Energia dando uma visão ampla e multidisciplinar das questões energéticas;

Proporcionar que o aluno desenvolva habilidades para atuar nas diferentes áreas que envolvam a pesquisa, produção, conversão e gestão da energia a partir de diferentes fontes;

Impulsionar o desenvolvimento de competências, a partir das habilidades adquiridas, para atuar nos processos de geração e produção de energia a partir de fontes renováveis, articulando os conhecimentos adquiridos com as realidades locais e regionais, contribuindo com o desenvolvimento regional sustentável;

Incentivar a criação e o fortalecimento de uma cultura de desenvolvimento de soluções em energia;

Aumentar o aporte de energia advindo de fontes alternativas de modo a desonerar a demanda energética;

Consolidar alternativas de viabilidade para a implantação de novas gerações energéticas renováveis compatíveis com o potencial existente, bem como na região na qual o curso está inserido;

Proporcionar a geração descentralizada de energia de modo a agregar emprego e renda nas diversas regiões do país;

Atuar de forma ambientalmente consciente, levando em conta processos de mitigação quanto à emissão de poluentes, visando à preservação do meio ambiente.

O curso pretende formar Engenheiros de Energia capazes de atender e de interferir nas demandas da sociedade e do mercado de trabalho, preocupados em contribuir para com o desenvolvimento socioeconômico e a melhoria das condições de qualidade de vida da sua população.

Áreas de atuação

Concessionárias de energia nos setores de geração, transmissão ou distribuição;

Indústrias de equipamentos para conversão de energia convencionais e alternativas; em projetos, manutenção e instalações de sistemas de conversão de energia, comerciais e prediais, atendendo às necessidades de implantação, funcionamento, manutenção e operação dos sistemas;

Na definição do potencial energético de bacias hidrográficas, parques eólicos, usinas termelétricas e sistemas que envolvam o uso de biocombustíveis;

Eficientização de sistemas energéticos, conservação de energia, fontes alternativas e renováveis de energia;

Com simulação, análise e emulação de grandes sistemas de energia por computador;

Na aplicação de máquinas e equipamentos elétricos ligados ao setor de energia;

Em empresas prestadoras de serviços, em institutos e centros de pesquisa, órgãos governamentais, escritórios de consultoria e outros relacionados ao setor de energia.

Exercer a profissão de Engenheiro de Energia, respeitadores dos princípios éticos, científicos que comandam a profissão, conscientes da crescente aceleração das inovações tecnológicas e da necessidade de contínua atualização profissional.

Perfil do Profissional/Egresso

O Engenheiro de Energia é um profissional de formação generalista, que poderá atuar:

No ensino, pesquisa e prestação de serviços;

Em estudos e em projetos e operação de sistemas de conversão de energia, planejamento, regulação e gestão de sistemas energéticos, desde sua concepção, análise e controle, de acordo com as normas técnicas previamente estabelecidas, podendo também participar na coordenação, fiscalização e execução de instalações de sistemas energéticos;

Coordenar e/ou integrar grupos de trabalho na solução de problemas de engenharia, englobando aspectos técnicos, econômicos, políticos, sociais, éticos, ambientais e de segurança;

Elaborar projetos e estudos de conservação e de eficientização de energia e utilização de fontes alternativas e renováveis;

Coordenar e supervisionar equipes de trabalho, realizando estudos de viabilidade técnico-econômica;

Executar e fiscalizar obras e serviços técnicos e efetuar vistorias, perícias e avaliações, emitindo laudos e pareceres técnicos;

Em suas atividades, consideram-se aspectos referentes à ética, à segurança e aos impactos ambientais.