Visão Geral

  • Histórico

A Unipampa surgiu de uma demanda regional. Em virtude de ser uma região com uma economia debilitada e com dificuldades de inserção no contexto econômico, os diferentes municípios, articularam-se para a criação desta Universidade que se apresenta com característica multicampi e com foco no desenvolvimento da região do pampa.

Neste contexto, o curso de Engenharia de Computação do Campus Bagé, de forma alinhada com o Projeto Institucional (PI), documento balizador das ações institucionais da UNIPAMPA do qual fazem parte o Projeto Pedagógico Institucional (PPI) e o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI), pretende contribuir com o desenvolvimento regional formando pessoal capacitado para a construção, implementação e manutenção de componentes de software e hardware de sistemas computacionais e de equipamentos controlados por computador e fomentando a criação de novos empreendimentos na área tecnológica, em particular através da formação de profissionais capazes de identificar e resolver problemas de forma autônoma a partir da aplicação de competências adquiridas em práticas de ensino, pesquisa e extensão.

 

O Curso de Engenharia de Computação realizou o seu primeiro vestibular no segundo semestre de 2006, com uma oferta de 50 (cinqüenta) vagas para o período noturno e, historicamente, a sua procura tem sido significativamente superior a quantidade de vagas oferecidas, o que demonstra a relevância da oferta de um curso de graduação com este perfil no Campus onde foi concebido.

  • Objetivo/Duração

Em consonância com o Projeto Institucional da UNIPAMPA, o Curso de Engenharia de Computação do Campus Bagé tem por objetivo a formação de engenheiros de computação capazes de atender e de interferir nas demandas da sociedade e do mercado de trabalho das suas áreas de atuação, preocupados em contribuir para com o desenvolvimento sócio-econômico da região da metade sul do Rio Grande do Sul e para com a melhoria das condições de qualidade de vida da sua população, integrando-a as demais regiões do estado e do país.

Como objetivos específicos, salientam-se:

  • Incentivo a criação e o fortalecimento de uma cultura de desenvolvimento de soluções e serviços de computação na região da metade sul do Rio Grande do Sul;
  • Fomento a criação de um polo tecnológico de empresas de software e hardware na região da metade sul do Rio Grande do Sul por meio da formação de profissionais empreendedores e sintonizados com as oportunidades existentes nos diversos segmentos;
  • Produção e transferência de conhecimento técnico e científico para as organizações da região por meio de parcerias e projetos de pesquisa e de extensão, ou que possibilitem o desenvolvimento de produtos ou conhecimentos com apoio de instituições de outras regiões, que exaltem a capacidade produtiva dos profissionais da região;
  • Formação de profissionais capacitados para exercer a profissão de engenheiro de computação, respeitadores dos princípios éticos, científicos que comandam a profissão, conscientes da crescente aceleração das inovações tecnológicas e da necessidade de contínua atualização profissional, bem como do contexto social em que a engenharia de computação é praticada, assim como os efeitos causados por projetos de engenharia na sociedade.
  • Duração

O curso tem duração normal de 05 (cinco) anos, divididos em 10 (dez) semestres, tempo máximo de conclusão 10 anos.

  • Perfil do Profissional

De acordo com a Association for Computing Machinery ACM a Engenharia de Computação pode ser definida como “Uma disciplina que incorpora a ciência e a tecnologia do projeto, da construção, da implementação e da manutenção dos componentes de software e hardware dos sistemas computacionais modernos e dos equipamentos controlados por computador”. Essa disciplina encampa uma combinação de conteúdos das áreas da Ciência da Computação e da Engenharia Elétrica devendo conter uma gama abrangente de conceitos das ciências e da matemática abordados com profundidade. Espera-se que o Engenheiro de Computação do Campus Bagé seja capaz de:

  • Modelar, simular e analisar sistemas e processos, empreendendo na identificação e resolução de problemas técnicos de diferentes áreas de conhecimento e aplicação;
  • Especificar, projetar, desenvolver, validar, implantar, integrar, modificar e manter sistemas e dispositivos computacionais (software e hardware), de acordo com os requisitos estipulados para os mesmos;
  • Produzir e comunicar adequadamente trabalhos técnicos, na sua forma escrita ou oral, para diferentes públicos e em diferentes níveis de abrangência e profundidade;
  • Planejar e gerenciar projetos de natureza científica e tecnológica na área de Engenharia de Computação, fazendo uso de metodologias de desenvolvimento, validação e gerenciamento adequadas, sendo capaz de avaliar prazos e custos;
  • Atuar de forma autônoma, pró-ativa, colaboradora e crítica no seu exercício profissional, conhecendo os aspectos relacionados à evolução do conhecimento em sua área de atuação e reconhecendo a necessidade de um aprendizado contínuo e vitalício, tendo a capacidade de engajar-se nesse aprendizado, mantendo-se a par do estado-da-arte em sua área de atuação e projetando a sua evolução futura.

  • Área de Atuação

O Engenheiro de Computação é capacitado para atuar em diferentes segmentos:

  • Projetar sistemas digitais e computadorizados para fábricas, como linhas de produção e máquinas;
  • Criar programas de computadores segundo as necessidades do cliente;
  • Projetar e desenvolver novos sistemas operacionais e linguagens específicas, buscando inovações tecnológicas;
  • Projetar e construir computadores e periféricos;
  • Planejar e coordenar ações para a comercialização de equipamentos de informática;
  • Gerenciar e dar assistência a redes de computadores em grandes empresas.

Acessem a “Apresentação da EC” para conhecerem de forma resumida o contexto do curso e a infraestrutura disponível atualmente no novo campus.